Estrelas como Nicole Kidman e Brad Pitt se preparam para invadir Cannes

Da AFP, em Paris

  • Vittorio Zunino Celotto/Getty Images

    O ator Brad Pitt acena para fãs ao chegar para sessão de fotos de divulgação do filme "A Árvore da Vida", em Cannes (16/5/2011)

    O ator Brad Pitt acena para fãs ao chegar para sessão de fotos de divulgação do filme "A Árvore da Vida", em Cannes (16/5/2011)

Uma enxurrada de estrelas e cineastas invadirá Cannes a partir de quarta-feira para o maior festival de cinema do  mundo, que completa 65 anos cheios de glória, glamour e escândalos.

Nicole Kidman, Brad Pitt, Jessica Chastain, Kylie Minogue, Sam Riley, Kirsten Dunst e Viggo Mortensen são algumas das dezenas de estrelas que subirão as famosas escadas do Palácio do Festival para essa festa do cinema mundial, que começa na quarta-feira e vai até 26 de maio.

O nome de muitos dos cineastas presentes em Cannes já está escrito em letras douradas na história do cinema mundial, como o do austríaco Michael Haneke, o italiano Bernardo Bertolucci e o francês Alain Resnais. Outros, como o brasileiro Walter Salles e o mexicano Carlos Reygadas, são mais jovens.

"Cannes continua sendo o lugar onde se deve estar, quando se faz cinema", destacou Thierry Frémaux, responsável pela seleção oficial do Festival, que terá nesta edição 60 filmes, dos quais 22 estão na disputa pela Palma de Ouro.

Frémaux prometeu que as obras na competição --que englobam todos os gêneros, de dramas a suspenses sombrios, passando por comédias melancólicas-- vão oferecer "surpresas", "novidades".

Isso é exatamente o que espera o presidente do júri internacional. "Quero ser surpreendido", avisou o italiano Nani Moretti, que conquistou a Palma de Ouro em 2001 com "O quarto do filho".

Surpreender "é a vocação de Cannes: seja Reygadas ou (o diretor francês) Leos Carax, Moretti não poderá dizer que já viu isso 50 vezes", garantiu Frémaux em uma entrevista à AFP.

Uma das cinematografias com maior presença este ano é a da América Latina. "É um continente em movimento, graças às técnicas digitais, que permitem fazer filmes mais baratos, e as co-produções internacionais", explicou Frémaux.

Um dos filmes mais esperados em Cannes é "Na estrada" ("On the road"), dirigido por Salles e baseado no clássico da literatura que retratou a chamada "geração beat", do americano Jack Kerouac.

Autor dos sucessos "Central do Brasil" e "Diários de Motocicleta", Salles começou a rodar em 2010 a adaptação do romance que relata uma viagem desenfreada pelos Estados Unidos no fim dos anos 1940, cheia de sexo, drogas e álcool.

Seus protagonistas --Sam Riley, que vai dar vida ao alter ego de Kerouac; Garret Hedlun, que interpreta Dean Moriarty, inspirado no escritor Neal Cassady; Kristen Stewart (de "Crepúsculo"), Kristen Dunst e Viggo Mortensen-- subirão os degraus do Palácio do Festival para sua estréia mundial.

Cannes espera também o outro integrante do casal de "Crepúsculo", Robert Pattinson, que trocou seu traje de vampiro pelo de um milionário em busca de sensações fortes em "Cosmopolis", do canadense David Cronenberg, que concorre à Palma de Ouro.

O trailer do filme, sombrio e violento, mostra o ídolo de milhões de adolescentes errantes de clube em clube de Manhattan. "Você está cheirando a sexo", sussurra uma jovem loira.

Outro jovem ator, Shia LaBeouf --o herói de "Transformers"-- pisará no tapete vermelho ao lado de Jessica Chastaing, com quem divide a cena em "Lawless", de John Hillcoat, sobre a grande depressão nos Estados Unidos. LaBeouf também estará em Cannes para apresentar um curta-metragem na Semana da Crítica.

Brad Pitt assistirá à estreia em Cannes de "Killing them softly", do neozelandês Andrew Dominik, que concorre à Palma de Ouro. É prevista a companhia de Angelina Jolie.

A presença em Cannes de Nicole Kidman é dupla: como estrela de um filme na competição, "The Paperboy", de Lee Daniels, com Zac Efron, e como protagonista de um filme de fora da competição.

Na narrativa de Daniels, Kidman vive uma repórter que investiga o caso de um condenado à morte. Em "Hemingway and Gellhorn", de Philip Kaufman, é uma das esposas do escritor Ernest Hemingway, interpretado por Clive Owen.

O filme de abertura, "Moonrise Kingdom", do texano Wes Anderson, também deve levar seus astros --Edward Norton, Bill Murray, Frances McDormand, Tilda Swinton e Jason Schwartzman-- ao rico balneário do sul da França.

Também foi confirmada a presença do diretor franco-polonês Roman Polanski, que é o herói de um documentário, rodado durante sua prisão domiciliar na Suíça, que será exibido na Sessão Especial.

Jean-Louis Trintignant e Isabelle Huppert, protagonistas de "Amour", de Haneke, na disputa pela cobiçada Palma, e Marion Cotillard, do elenco de "De Rouille et d'os", do francês Jacques Audiard, também participarão da grande festa do cinema.

O ator e diretor Sean Penn participará de um gala para arrecadar fundos para a reconstrução do Haiti. A franco-argentina Berenice Bejo, estrela de "O Artista", será a apresentadora da cerimônia inaugural e do encerramento, no dia 27, a noite da entrega dos prêmios.

ch.

 


Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos