PUBLICIDADE
Topo

Antonio Banderas se prepara para se transformar em Pablo Picasso no cinema

26/11/2014 10h15

O ator espanhol Antonio Banderas está encantado com o projeto de dar vida ao pintor Pablo Picasso no cinema, com direção do lendário cineasta Carlos Saura. Enquanto espera para receber um prêmio Goya, ele reconhece, em entrevista à Agência Efe em Buenos Aires, que o coração vai "muito bem".

"Tenho os olhos na figura de Picasso, em um projeto em que fui convidado por Carlos Saura há três anos e que esperamos pôr de pé com a ajuda de Deus", contou Banderas. "Terá a direção de Carlos Saura, fotografia de Vittorio Storaro e com Gwyneth Paltrow interpretando Dora Maar e eu Pablo, que é meu conterrâneo (de Málaga)", acrescentou.

Um velho sonho que demorou a sair do papel por problema de direitos e que se passará durante a pintura do emblemático quadro de Guernica e da guerra civil espanhola.

Banderas, que está em Buenos Aires para promover sua marca de perfumes, acaba de terminar de rodar um filme na Espanha, "Altamira", de Hugh Hudson, e seguirá para Los Angeles para promover "Bob Esponja".

De lá ele volta à Espanha para "Autômato", que estreará em janeiro. Em fevereiro, Banderas receberá o Goya, prêmio dado pela Academia Espanhola de Cinema. E depois? "Vou parar um momento e fazer o tratamento do sofá, ver os outros trabalhando", brincou.

Embora não admita que esteja esgotado, não descarta continuar com um pé nos Estados Unidos e outro na Espanha. "Nós atores temos que ter os radares abertos e as possibilidades abertas. Por que vou fechar uma porta que me deu muito trabalho para abrir?", questionou.

"Gosto muito de produzir e quero fazer isso da Espanha. Como dirigir, e provavelmente faça também da Espanha. Manterei uma ponte de trabalho aberta e estarei entre os dois países", continuou.

Banderas reconheceu que o cinema espanhol precisa de um empurrãozinho, embora "tenhamos um ano espetacular, com bilheterias extraordinárias e com algo que considero muito promissor, o retorno do público espanhol ao cinema espanhol".

Mas para ele o governo poderia "dar uma mão à indústria nacional com a redução do IVA, para nos dar um pouco de fôlego".

Embora não tenha planos de curto prazo na América Latina, está prestes a estrear "Os 33", uma produção americana sobre a odisseia dos mineiros que ficaram presos no Chile, uma filmagem "muito difícil do ponto de vista físico, que me permitiu entender realmente o grande sacrifício que é ser mineiro".

Cioso de sua vida privada, o ator não deu detalhes sobre sua intimidade após a separação de Melanie Griffith, mas admitiu que "o coração está muito bem, obrigado".

Banderas, que chegou nesta quarta (26) em Buenos Aires e visitou um hospital infantil, encerrará o dia com uma aula magna para estudantes argentinos de cinema. Um desafio para um ator que acha difícil "dar conselhos".