Filme que River Phoenix estava gravando quando morreu será lançado após 18 anos

Da Redação

  • Divulgação

    O ator River Phoenix em cena do filme "Um Sonho, Dois Amores"

    O ator River Phoenix em cena do filme "Um Sonho, Dois Amores"

"Dark Blood", o filme que River Phoenix estava gravando quando morreu por insuficiência cardíaca induzida por drogas, será lançado em 2012 pelo diretor holandês George Sluizer. A informação é do Hollywood Reporter.

O drama seria lançado em 94, mas teve as gravações interrompidas após a morte do ator em frente à boate Viper Room, nos Estados Unidos. Na época, o diretor escondeu o material já gravado com medo de que tudo fosse destruído.

Sluizer, conhecido principalmente pelo aclamado "O silêncio do lago", afirmou que pretende pedir para que Joaquin Phoenix grave as vozes do personagem de seu irmão, River. "As vozes dos dois são muito parecidas", justificou o diretor que manteve contato com a família Phoenix.

Em "Dark Blood", River interpreta um eremita em um local de testes nucleares enquanto aguarda o fim do mundo. Quando  um casal de Hollywood (interpretados por Judy Davis e Jonathan Price) chega procurando um abrigo e ele, então, começa um conturbado relacionamento com a mulher.

Uma empresa produtora da Holanda, a Eyeworks, irá ajudar o diretor a terminar o filme e a lidar com as questões legais do lançamento. A empresa disse que algumas reivindicações de direitos autorais podem resultar na mudança do nome do filme.

Antes de sua morte, River Phoenix era um dos jovens atores com carreira mais promissora, com papeis principais e coadjuvantes em filmes aclamados como "Conta Comigo", "A Costa do Mosquito", "Garotos de Programa" e "Quebra de Sigilo". Seu papel em "O Peso De Um Passado" lhe rendeu ainda uma indicação ao Oscar e ao Globo de Ouro.

Últimas de Cinema

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos