PUBLICIDADE
Topo

Documentário sobre os 10 anos de "Cidade de Deus" "passa o chapéu" para bancar filmagens

O ator Leandro Firmino, que interpretou o personagem Zé Pequeno, em cena do documentário "Cidade de Deus - 10 Anos Depois", de Cavi Borges e Luciano Vidigal - Divulgação
O ator Leandro Firmino, que interpretou o personagem Zé Pequeno, em cena do documentário "Cidade de Deus - 10 Anos Depois", de Cavi Borges e Luciano Vidigal Imagem: Divulgação

Natalia Engler

Do UOL, em São Paulo

16/03/2012 17h03

A ideia de um grupo de cineastas cariocas era usar as vias usuais de financiamento para celebrar os dez anos do lançamento de “Cidade de Deus”, que revelou o diretor Fernando Meirelles em agosto de 2002, com um documentário que mostra o que aconteceu nesse período com os atores do filme, em grande parte moradores de comunidades carentes do Rio de Janeiro. Mas o pouco tempo disponível para realizar o projeto, que começou a ser filmado em janeiro, e as dificuldades de financiamento fizeram com que a equipe de produção tivesse que apelar para a criatividade para bancar a produção.

  • Divulgação

    Pôster do documentário "Cidade de Deus - 10 Anos Depois", sobre os atores do filme de Fernando Meirelles

A Cavídeo, produtora do documentário “Cidade de Deus - 10 Anos Depois”, lançou na última quarta-feira (14) um apelo por e-mail e no Facebook do filme, pedindo que amigos e interessados no projeto contribuíssem com valores em dinheiro. Uma contribuição de R$ 50 dá direito a assistir o documentário em primeira mão, em uma sessão especial com a equipe de produção; por R$ 100, além de garantir um lugar na exibição especial, é possível participar do último dia de filmagens, com churrasco e futebol no morro do Vidigal. Todos que contribuírem serão lembrados nos créditos do filme.

Toda a mobilização é para finalizar ao menos uma primeira versão do documentário até o fim de junho, quando se encerram as inscrições do Festival do Rio, que, para Cavi Borges, diretor do documentário ao lado de Luciano Vidigal, seria o evento ideal para lançar “Cidade de Deus - 10 Anos Depois”.

Cavi contou ao UOL que, até o início das filmagens, haviam conseguido, por intermédio de Fernando Meirelles, apenas um patrocínio do Canal Brasil no valor de R$ 50 mil, sendo R$ 10 mil apenas na entrega do filme finalizado, além de terem iniciado algumas negociações para financiamentos que devem sair só no segundo semestre.

Mas o dinheiro já estava quase no fim depois de 17 dias de filmagens e o que sobrava cobriria apenas os custos de mais um dia (cerca de R$ 1,7 mil) quando resolveram “passar o chapéu”. Entre quarta e sexta (16), a iniciativa já arrecadou cerca de R$ 2,6 mil. “São amigos, críticos, pessoas que eu nem sei quem são, que gostaram do projeto”, conta Cavi.

O próximo passo é organizar um festa em abril, em que serão exibidos teasers do documentário e a discotecagem ficará por conta dos personagens do filme.