Diretor de "Missão: Impossível" está deprimido por "RoboCop" de Padilha

Do UOL, em São Paulo

O cineasta Brad Bird, que dirigiu "Missão: Impossível - Protocolo Fantasma" (2011), não aprovou a ideia de ter um clássico como "RoboCop" refeito. A nova versão do filme de 1987 estreia no Brasil no dia 31 de janeiro com direção do brasileiro José Padilha, de "Tropa de Elite".

"Por que a ideia de um remake de 'RoboCop' (com efeitos especiais manjados de saltos de superheróis) me deixa tão deprimido?", escreveu Bird, na madrugada desta segunda-feira (13), em sua página no Twitter. O roteirista e produtor da Pixar Andrew Stanton, responsável por "Procurando Nemo" e "Toy Story", o respondeu: "Porque o original ainda se sustenta, e não precisa de substitutos".

Estreia
O novo Robocop teve a data de estreia no Brasil adiantada de 21 de fevereiro para 31 de janeiro de 2014. Com a mudança, o filme chegará ao circuito comercial brasileiro uma semana antes de estrear nos Estados Unidos.

O longa reconta a trajetória do policial Alex Murphy, um pai de família dedicado e um exemplo de cidadão, que fica seriamente ferido em serviço. Com o corpo reconstruído, Murphy se transforma em Robocop, um ciborgue destinado a trabalhar para o conglomerado multinacional OmniCorp.

Murphy é vivido pelo ator Joel Kinnaman, famoso por interpretar Stephen Holder na versão americana da série "The Killing". Além de Kinnaman, o filme conta com um elenco com estrelas como Michael Keaton, Samuel L. Jackson e Gary Oldman. O personagem-título aparece com um novo design, diferente da versão de 25 anos atrás.

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos