Porcentagem de mulheres atrás das câmeras é a menor em 16 anos, diz estudo

Do UOL, em São Paulo

  • AP

    4.fev.2013 - A diretora Kathryn Bigelow, primeira mulher a ganhar um Oscar de direção (em 2009, por "Guerra ao Terror")

    4.fev.2013 - A diretora Kathryn Bigelow, primeira mulher a ganhar um Oscar de direção (em 2009, por "Guerra ao Terror")

A porcentagem de mulheres trabalhando atrás das câmeras em grandes produções cinematográficas dos Estados Unidos em 2013 foi o menor desde 1998, ano em que o Centro para Estudos da Mulher em Televisão e Filmes, da Universidade Estadual de San Diego, começou a medir o número. As informações são do site da revista "The Hollywood Reporter".

De acordo com a 16ª edição da pesquisa, divulgada nesta terça-feira (14), as mulheres representaram apenas 16% dos diretores, roteiristas, produtores, produtores executivos, editores e diretores de fotografia dos 250 filmes norte-americanos de maior bilheteria em 2013. O número é um ponto percentual inferior a 1998, quando a pesquisa começou a ser feita, e dois pontos a menos do que o registrado em 2012.

"A indústria do cinema está em um estado de inércia de gênero. Não há evidências de que o emprego de mulheres nos papéis-chaves atrás das câmeras tenha melhorado nos últimos 16 anos", disse Martha Lauzen, diretora-executivo do centro responsável pela pesquisa.

Consideradas as 250 produções com maior bilheterias em 2013, as mulheres representaram apenas 6% dos diretores, 10% dos roteiristas, 15% dos produtores executivos, 25% dos produtores, 17% dos editores, e 3% dos diretores de fotografia.

Notícias relacionadas

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos