PUBLICIDADE
Topo

"Existe o Carnaval antes e depois do Joãosinho", diz Neguinho da Beija-Flor

Natalia Engler

Do UOL, no Rio

01/10/2014 22h03

Mais de 40 anos depois de trocar o Theatro Municipal pelo Carnaval, Joãosinho Trinta retornou ao palco carioca na noite desta quarta (1), com a pré-estreia do filme "Trinta", protagonizado por Matheus Nachtergaele e dirigido por Paulo Machline.

Além do elenco, também compareceram à exibição personalidades das diversas escolas de samba pelas quais o carnavalesco passou, como o cantor Neguinho da Beija-Flor, que se disse emocionado e relembrou o colega.

"Na minha concepção, existem dois carnavais: antes e depois de Joãosinho. Tudo que se faz hoje em relação ao Carnaval bonito, considerado o maior espetáculo visual do planeta--, tem que agradecer ao Joãosinho Trinta. Isso você pode constatar até com os carnavalescos que estão hoje na mídia, como Paulo Barros e outros, que eles vão te dizer a mesma coisa", concluiu

Neguinho também ressaltou a importância do carnavalesco para a Beija-Flor. "Se hoje a Beija-Flor tem essa grandiosidade toda, é graças à genialidade do Joãosinho Trinta. E eu hoje, se alguém me considera uma pessoa importante no mundo da música, do samba, do Carnaval, eu e Pinah [destaque histórica da escola], principalmente, agradecemos ao Joãosinho Trinta".

Com Joãosinho Trinta à frente do Carnaval e Neguinho como intérprete do samba, a Beija-Flor foi campeã cinco vezes.

"Trinta" foca no início da carreira do carnavalesco como integrante do corpo de baile do Theatro Municipal do Rio, cenógrafo e figurinista, até o Carnaval vitorioso de 1974 no Salgueiro. O filme estreia em 13 de novembro.