UOL CinemaUOL Cinema
UOL BUSCA
65o. Festival de Veneza - 2008

17/02/2005 - 15h55
Will Smith vira conselheiro amoroso na comédia "Hitch"

Por Michael Rechtshaffen

HOLLYWOOD (Hollywood Reporter) - Depois de ter heroicamente combatido robôs e seres alienígenas, Will Smith resolveu usar seu charme para fazer sua primeira comédia romântica, "Hitch -- Conselheiro Amoroso", que estréia na sexta-feira.

Com todo seu carisma, Will Smith estaria mais do que à altura de representar um conselheiro amoroso que tem dificuldade em obedecer as regras que ele mesmo anuncia.

Mas o filme é desajeitado e, sem querer, peca pela falta de jeito e pelo constrangimento típicos de um primeiro encontro.

Depois de um início excessivamente longo, "Hitch" apresenta a história de Alex Hitchens, ou "Hitch" (o próprio Will Smith), um solteiro nova-iorquino charmoso que, em troca de honorários razoáveis, se dispõe a ensinar outros homens a conquistar as mulheres de seus sonhos.

Hitch enfrenta uma parada dura: assessorar o tímido contador Albert Brennaman (Kevin James), que está perdidamente apaixonado por Allegra Cole (a supermodelo e atriz Amber Valletta), uma socialite glamourosa que normalmente não olharia duas vezes para ele -- nem mesmo uma, aliás.

Embora Hitch nunca tenha se recuperado realmente de um coração partido quando estava na faculdade, ele de repente se vê apaixonado ao extremo novamente, desta vez por Sara Melas (Eva Mendes), colunista social do tablóide New York Standard, que ganha a vida descobrindo e revelando os casos de amor de ricos e famosos, mas que ainda não encontrou seu próprio príncipe encantado.

Por algum motivo, a receita que o conselheiro amoroso costuma prescrever para seus "pacientes" não funciona tão bem assim com ele mesmo. Hitch é então obrigado a aprender a ser ele próprio, e não a pessoa que ele acha que as mulheres querem ver.

Soa como uma comédia romântica padrão, certo? O problema é que, mesmo com seu elenco agradável e com a direção de Andy Tennant ("Doce Lar", "Para Sempre Cinderela"), tudo em "Hitch" parece um pouco fora de esquadro.

Como faz o personagem de Will Smith, o roteiro do novato Kevin Bisch parece tentar ser o tipo de filme que imagina que o público feminino quer ver, mas se esquece de criar personagens e situações dignos de crédito.


31/01/2013