UOL CinemaUOL Cinema
UOL BUSCA
65o. Festival de Veneza - 2008

05/08/2005 - 18h11
Aos 11 anos, Dakota Fanning é a atriz mais poderosa de Hollywood

Por Tangi Quemener LOS ANGELES, 5 ago (AFP) - A carreira de Dakota Fanning, de apenas 11 anos, recentemente apontada como "a atriz mais poderosa de Hollywood" por uma revista americana, segue a trajetória das crianças prodígio.

A menina, que interpretou a filha de Tom Cruise em "Guerra dos Mundos", a última grande produção de Steven Spielberg, já apareceu em uma dúzia de filmes ao lado de atores do porte de Robert De Niro, Sean Penn e Denzel Washington.

Segundo cálculos da publicação especializada Entertainment Weekly (EW), a loirinha de apenas 1,50 m de altura, supera largamente Julia Roberts, Nicole Kidman e Sandra Bullock levando em conta a arrecadação nos Estados Unidos dos filmes em que atuou em quatro anos.

"Dakota Fanning é a atriz mais poderosa de Hollywood e não é brincadeira!", intituou a EW em sua edição de 29 de junho. Em Hollywood já se fala de um Oscar por sua interpretação no clássico de ficção científica de H.G. Wells.

Nascida em 1994 na Geórgia (sudeste) em uma família sem qualquer vínculo com a indústria do espetáculo, Dakota estreou diante das câmeras aos cinco anos, em anúncios publicitários.

Seus pais se mudaram para Los Angeles para acompanhá-la em uma carreira que teve uma decolagem fulminante: em 2001, após várias aparições nas séries de televisão "CSI" e "Ally McBeal", foi a filha de Sean Penn, um deficiente mental cujo pátrio poder é defendido pela advogada Michelle Pfeiffer em "Uma Lição de Amor" (I am Sam).

"Já em 'Uma Lição de Amor' era possível adivinhar que ela se tornaria uma grande atriz", disse à AFP Marcela Miranda, administradora no Brasil de um dos vários sites oficiais na Internet dedicados à atriz. Dakota "só é pequena no tamanho. Sua aura é incrível", derreteu-se a fã, de 20 anos.

A atriz "recebe umas 200 cartas de fãs por dia", declarou à AFP , Cindy Osbrink, sua agente há cinco anos.

Ela "pode fazer tudo, é surpreendente (...) e também é muito boa" e mantém os pés no chão, acrescentou.

Seus colegas de trabalho fizeram elogios semelhantes, destacando a maturidade da menina em cena. "Dakota é uma mistura de Judy Garland em 'O Mágico de Oz' e Meryl Streep", comparou Mike Myers ("Austin Powers"), que trabalhou com ela em "O Gato" (The cat in the hat), em 2003.

Duas vezes ganhador do Oscar (melhor ator coadjuvante em 1989 e melhor ator em 2001), Denzel Washington admitiu que apenas em duas ocasiões ao longo de sua carreira teve que cortar uma filmagem, fascinado por um colega de cena: "Uma vez com Gene Hackman, outra com Dakota".

A loirinha de grandes olhos azuis e lindo sorriso vale atualmente 3 milhões de dólares por filme, muito abaixo dos 15 a 20 milhões de dólares que Angelina Jolie, Julia Roberts e Nicole Kidman podem exigir.

Mas Dakota Fanning ainda não atuou como protagonista de um filme, lembrou Osbrink, algo que irá se concretizar com a adaptação para o cinema do conto infantil "A Menina e o Porquinho" (Charlotte's Web), atualmente em fase de pós-produção e com estréia prevista para 2006.'verfotos|http://cinema.uol.com.br/album/guerradosmundos_album.jhtm|FOTOS DE "GUERRA DOS MUNDOS"'


31/01/2013