UOL Entretenimento Cinema
 
14/09/2011 - 13h02

Almodóvar, Zambrano e Villaronga disputam indicação ao Oscar

  • O diretor Pedro Almodóvar pega o ator Antonio Banderas no colo depois da sessão de fotos de A pele que Habito

    O diretor Pedro Almodóvar pega o ator Antonio Banderas no colo depois da sessão de fotos de "A pele que Habito"

MADRI (Reuters) - "A pele que habito", último filme do ganhador do Oscar Pedro Almodóvar, e outros dois dramas cujos temas são o pós-guerra e o franquismo - "La voz dormida", de Benito Zambrano, e "Pa negre", de Agustí Villaronga, o vencedor dos prêmios Goya -, são os três filmes pré-selecionados pela Academia de Cinema para representar a Espanha no Oscar.

A Academia opta assim por um trio de peso e sem surpresa e põe uma vez mais Almodóvar no caminho do prêmio máximo da Academia de Hollywood, depois que o diretor recebeu a cobiçada estatueta de melhor filme por estrangeiro por "Tudo sobre minha mãe" (1999) e de melhor roteiro por "Fale com Ela" (2002). Pelo último, Almodóvar também foi indicado como diretor.

O candidato definitivo que vai concorrer ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira e que também vai representar o cinema espanhol no prêmio Ariel do México será decidido em uma segunda votação na Academia de Artes e Ciências Cinematográficas da Espanha em 28 de setembro.

Definida por alguns críticos como o filme mais obscuro de Almodóvar, "A pele que habito" supõe o reencontro do diretor com Antonio Banderas, vinte anos depois de "Átame", e aspira a ser uma virada em sua carreira, caracterizada até agora pelo humor e a extravagância.

O filme, que estreou no início do mês nos cinemas espanhóis e mistura os gêneros de terror e ficção-científica, conta a história de um cirurgião plástico que desenvolve uma pele revolucionária à prova de fogo depois que sua mulher morre queimada em um acidente de carro.

Veja também

Carregando...

Siga UOL Cinema

Sites e Revistas

Arquivo

Hospedagem: UOL Host