Cinema

Criador de Power Rangers critica Trump ao receber estrela em Hollywood

Frederic J. Brown/AFP
O produtor e criador dos Power Rangers, Haim Saban, posa com o elenco do filme em cerimônia na Calçada da Fama Imagem: Frederic J. Brown/AFP

De Los Angeles (EUA)

O magnata do entretenimento Haim Saban, criador do império "Power Rangers", atacou a política migratória do presidente Donald Trump durante a cerimônia em que recebeu uma estrela na calçada da fama de Hollywood.

"Meu coração está despedaçado pela separação de famílias. É uma coisa muito triste, não é o que somos como americanos", disse à AFP o americano-israelense de 62 anos, que converteu a franquia de super-heróis em um dos desenhos de maior sucesso de todos os tempos.

Saban nasceu em Alexandria, no Egito, e aos 12 anos se mudou para Israel, onde estudou na escola de agricultura, serviu nas Forças Armadas e criou uma empresa de turismo.

Se mudou para a França em 1975 para começar sua carreira na imprensa e no fim dos anos 1980 foi para Los Angeles, onde fundou a Saban Entertainment, uma produtora e distribuidora de programas de televisão.

"Power Rangers" estreou em 1993 e dois anos depois, após a fusão com a Fox Kids, o programa teve uma distribuição mais global.

Quando a Disney comprou a Fox Family em 2001, Saban ganhou 1,7 bilhão de dólares, com os quais abriu a Saban Capital Group, uma corretora especializada em entretenimento.

Na segunda-feira, a revista Forbes classificou Saban como o 660º homem mais rico do mundo, com uma fortuna estimada em três bilhões de dólares.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

EFE
do UOL
AFP
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
Reuters
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
Cinema
Reuters
do UOL
Reuters
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
UOL Entretenimento
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Erratas
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Redação
UOL Entretenimento
do UOL
Erratas
do UOL
Erratas
Roberto Sadovski
do UOL
Cinema
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
Topo