Filmes e séries

Não tem nada de mulheres x homens, explica Octavia Spencer sobre campanhas

Dia Dipasupil/Getty Images
A atriz Octavia Spencer no Festival de Sundance, em Utah, nos Estados Unidos Imagem: Dia Dipasupil/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

19/01/2018 21h00

Octavia Spencer, vencedora do Oscar por "Histórias Cruzadas", defendeu os movimentos contra o assédio que estão ganhando força desde que vários figurões da indústria do entretenimento se viram envolvidos em um escândalo sexual sem precedentes. A atriz participou de um debate nesta sexta-feira (19) durante o Festival de Cinema de Sundance, nos Estados Unidos.

"É um movimento que precisa acontecer nesse exato momento. O que não podemos permitir é que vire apenas algo como mulheres versus homens. Não é nada disso. Temos que entender que é um movimento a favor de pessoas que vinham sendo abusadas. Temos que empoderá-las, E a única forma de fazer isso é apontando os culpados", explicou Octavia.

"As denúncias só tendem a crescer nesse momento. Eu sei que é desconfortável, eu sei que você está cansado de ler sobre isso todos os dias, mas temos que permitir que essas pessoas [que foram abusadas] tenham voz agora", apelou a atriz.

Octavia ainda aproveitou o debate para fazer um pedido especial ao público. "Não devemos nos apressar em julgar, pois há poder no número de denúncias. Se tanta gente está se abrindo sobre abusos sexuais no passado, mesmo que eles não possam mais ser provados, temos que respeitar o momento delas, pois foram muitos anos convivendo com a vergonha."

A onda de denúncias resultou em dois movimentos importantes: o #MeToo e o Time’s Up, que tiveram os caminhos abertos por outras duas campanhas abraçadas por Hollywood, a Ask Her More e o #HeForShe. Clique aqui para entender melhor o que é cada uma delas. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Barcinski
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
AFP
AFP
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Topo