Filmes e séries

Kaya Scodelario conta por que resolveu revelar abuso que sofreu aos 12 anos

Mario Anzuoni/Reuters
Kaya Scodelario revelou abuso sexual que sofreu quando era adolescente Imagem: Mario Anzuoni/Reuters

Do UOL, em São Paulo

24/01/2018 09h46

Filha de mãe brasileira e pai inglês, a atriz Kaya Scodelario, 25, se juntou ao movimento #MeToo em outubro, quando revelou que foi abusada por um parente aos 12 anos de idade. E, agora, explicou sua decisão de compartilhar sua experiência.

“Eu me lembro de pensar que se eu tivesse 12 anos e essa coisa horrível acontecesse comigo, mas eu visse uma mulher que eu admirava falando sobre isso, eu teria me sentido menos culpada, e teria me inspirado a pensar ‘isso não vai me segurar, é algo que aconteceu, mas não sou uma vítima’. Então pensei que se eu pudesse fazer isso por uma pessoa então eu devia isso ao meu eu de 12 anos”, contou Kaya durante uma entrevista ao jornal “Metro” do Reino Unido.

A atriz ainda falou abertamente sobre os efeitos de ter se pronunciado publicamente sobre o assunto. “A resposta foi maravilhosa. Foi um alívio, mas ainda estou lidando com isso, e agora estou lidando com um novo lado disso: serei questionada sobre isso para sempre. Eu espero que isso não me defina, mas vai acompanhar meu nome e eu aceito isso”.

“Eu tenho orgulho de ter sido corajosa o suficiente para denunciar e sou grata pelo apoio que tive dos meus amigos”, completou Kaya, que a partir desta quinta-feira (25) pode ser vista no filme “Maze Runner: A Cura Mortal”.

A denúncia

Kaya Scodelario revelou o abuso no dia 16 de outubro, na mesma época em que várias mulheres da indústria cinematográfica denunciaram casos de assédio e violência sexual.

“Levou 13 anos para eu dizer #MeToo [eu também]. Ele ainda é protegido por ‘membros da família’ no Brasil. Eles mentiram aos jornais para tentar me silenciar”, escreveu no Twitter.

Ela seguiu agradecendo às outras pessoas que compartilharam suas experiências. “Quero agradecer a cada uma das pessoas que falaram sobre abuso sexual/assédio sexual recentemente. Vocês me deram coragem para finalmente falar e não ter medo. Para todos vocês sofrendo em silêncio, vocês nunca pediram por isso. Ninguém pede”.

“Eu faço isso pelo meu filho. Para que ele um dia veja que todos nós temos voz. E que esse comportamento não pode mais ser tolerado”, finalizou.
Kaya é casada com o ator americano Benjamin Walker. Os dois são pais de um menino, que nasceu em novembro de 2016.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

do UOL
Cinema
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Erratas
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
AFP
EFE
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Colunas - Ricardo Feltrin
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Reuters
AFP
UOL Cinema - Imagens
do UOL
Topo