Filmes e séries

Morre em Roma o assassino do cineasta Pier Paolo Pasolini

De Roma (Itália)

20/07/2017 21h38

Pino Pelosi, o homem condenado pelo assassinato, há 42 anos, do famoso poeta e cineasta italiano Pier Paolo Pasolini, morreu aos 59 anos em consequência de um câncer, informaram nesta quinta-feira meios de comunicação do país.

Pelosi, um garoto de programa que tinha então 17 anos, foi o único condenado pelo brutal homicídio de um dos maiores intelectuais da Itália, que foi encontrado morto em 2 de novembro de 1975 na praia de Ostia, perto de Roma.

Apesar do jovem ter confessado que agiu em legítima defesa ao ser atacado por Pasolini, que tentava estuprá-lo, as circunstâncias que rodearam o caso nunca foram esclarecidas, e muitos elementos ficaram sem resposta.

Condenado a nove anos de prisão, a sentença foi confirmada em 1979 pelo Tribunal Supremo.

No entanto, mais que um crime passional, o assassinato do intelectual, então com 53 anos, foi para muitos um crime político.

Segundo esta versão, Pelosi teria sido instrumento de um complô de fascistas e líderes democrata-cristãos para se livrar de uma personalidade incômoda devido aos seus posicionamentos marxistas, subversivos e críticos ao catolicismo.

"Pino Pelosi nunca quis contribuir para que se chegasse à verdade sobre a morte de Pier Paolo Pasolini. Infelizmente, levou o segredo para o túmulo", comentou Nino Marazzita, advogado da família Pasolini.

O cineasta, que escreveu e dirigiu filmes como "O Evangelho segundo São Mateus" e "Teorema", inspirou, em 1995, o filme de Marco Tulio Giordana "Pasolini, um delito italiano", que defende a teoria de que seu assassinato foi ordenado por políticos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
Da Redação
EFE
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
EFE
do UOL
EFE
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
ANSA
do UOL
Comportamento
do UOL
do UOL
Topo