Filmes e séries

Painel de "Westworld" tem Rodrigo Santoro de escanteio e trailer inédito

Natália Guaratto

Do UOL, em San Diego (EUA)

22/07/2017 21h18

A HBO aproveitou o painel de "Westworld" na San Diego Comic-Con, neste sábado (22) para divulgar o primeiro trailer da segunda temporada de "Westworld", que está sendo filmada e irá estrear em 2018.

O destaque do clipe é uma cena em que Dolores (Evan Rachel Wood) e Teddy (James Marsden) cavalgam pelo parque alvejando pessoas com suas espingardas. Maeve (Thandie Newton), que no final da primeira temporada apareceu decidindo retornar ao parque, aparece na sala de comando, onde se depara com vários corpos espalhados pelo chão.

O trailer já começou sangrento: a pianola do saloon introduziu o vídeo com uma partitura manchada de sangue, seguida por Bernard (Jeffrey Wright) vendo um animal apodrecido no parque. Ao fim, mais uma pilha de corpos -- desta vez, no saloon. O trailer encerra com William (Ed Harris) pondo seu chapéu com o rosto ensanguentado, com um sorrisinho de lado.

Santoro de escanteio

Natália Guaratto/UOL
Rodrigo Santoro ao lado de Thandie Newton no painel de "Westworld" na San Diego Comic-Con Imagem: Natália Guaratto/UOL

Intérprete de Hector na série, o brasileiro Rodrigo Santoro marcou presença no painel, mas não se pronunciou -- assim como Ingrid Bolsø Berdal, que vive Armistice, sua parceira de crimes no parque que dá nome à série, e Simon Quarterman, o Lee Sizemore. 

O núcleo de Santoro também não apareceu no trailer -- uma surpresa, considerando que tanto Hector quanto Armistice tiveram um papel importante no último episódio da primeira temporada.

Novo "Game of Thrones"?

Durante o painel, que contou com os produtores Jonathan Nolan e Lisa Joy, a série foi tratada como o novo grande sucesso da HBO e chegou a ser comparada a "Game of Thrones".

"Acho que assistir 'Westworld' é como assistir 'Game of Thrones'. Você não entende tudo o que acontece, mas você quer continuar assistindo", disse Ed Harris.

Emocionada, Evan Rachel Wood falou sobre a importância da série para a representatividade feminina e como Dolores é um bom exemplo de que mulheres podem ter papéis bons e desafiadores.

"Dolores é como se alguém tivesse me dado asas de condor e agora eh posso abri-las e voar. Estar na série foi muito transformador e divertido. Eu ia para casa coberta por sangue e machucados, mas eu estava feliz, porque tinha valido a pena", afirmou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

EFE
EFE
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
AFP
Cinema
do UOL
do UOL
Cinema
BBC
do UOL
EFE
Cinema
do UOL
do UOL
AFP
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Da Redação
do UOL
Topo