Filmes e séries

Mulher relembra assédio de Michael Douglas: "Humilhada"

Getty Images
Michael Douglas foi acusado de se masturbar diante de ex-funcionária Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

19/01/2018 11h59

A mulher que acusa Michael Douglas de abuso sexual se pronunciou pela primeira, vez em uma reportagem publicada pela revista “The Hollywood Reporter”. Susan Braudy detalhou as acusações contra o ator, que na semana passada se adiantou e negou qualquer tipo de má conduta, som nomeá-la.

Escritora e jornalista, Braudy trabalhou para Douglas nos anos 1980, quando ela estava em seus 40. Ela foi contratada para comandar o escritório da produtora do ator, a Stonebridge Productions e tinha como funções “ler roteiros, contratar e supervisionar roteiristas e talvez principalmente, ficar de babá para Michael no apartamento dele”, segundo o relato.

Braudy afirma que, durante o tempo em que trabalhou para Douglas, sofreu “assédio sexual que incluía o uso quase constante de linguajar ofensivo e sexual, comentários desabonadores sobre sua aparência, discussões explícitas sobre suas amantes e mais”. Ela ainda diz que o ator se masturbou em frente dela durante uma reunião.

“Michael abriu o zíper da calça e eu percebi que algo estava errado”, escreveu a jornalista. “Eu olhei para ele e vi que ele estava com as duas mãos dentro das calças abertas. Eu percebi, para o meu horror, que ele estava esfregando suas partes íntimas. Em questão de segundos a voz dele falhou e me pareceu que ele havia tido um orgasmo”.

Braudy deixou o apartamento imediatamente. “Eu não disse nada. Fiquei surpresa de não estar caindo aos pedaços, apesar de ter sido humilhada. Percebi que ele achava que poderia fazer o que quisesse porque ele era muito mais poderoso do que eu. Michael correu descalço atrás de mim até o elevador, fechando o zíper e abotoando o cinto: ‘Obrigado, você é ótima. Você me ajudou, obrigado’”.

Após o ocorrido, a autora contou o que havia acontecido a poucos amigos, que confirmaram a informação à “Hollywood Reporter”.

Nos dias seguintes, segundo Braudy, o relacionamento profissional entre ela e Douglas se deteriorou. “Quando ele me pediu para assinar um acordo de confidencialidade, sabia que Michel estava se preparando para me demitir”, recordou. Aconselhada por seu advogado, ela nunca assinou o contrato – e acabou demitida ao fim de 1989.

A jornalista ainda contou que o ator fazia constantes comentários sobre o seu corpo e, para evita-los, ela começou a usar roupas longas e pretas. “Ele perguntou a um produtor ‘por que a Susan se veste como uma freira grávida?’ Outra vez, eu ri alto e ele gritou, para um um grupo de agentes ‘oh, ela grita! Aposto que ela grita na cama’. Eu rebati: ‘por favor, não fale assim, é inapropriado’. Isso fez ele rir até ficar com manchas cor de rosa nas bochechas”.

Douglas, segundo Braudy, ainda tinha o costume de falar abertamente no trabalho sobre seus casos com a atriz Kathleen Turner e uma herdeira europeia.

A resposta de Douglas

Procurado pela “Hollywood Reporter”, Douglas enviou um comunicado em que chama a história de “uma grande e infeliz mentira” e criticou Braudy.

“Essa pessoa é uma veterana da indústria, uma executiva, uma autora publicada e ativista do movimento das mulheres – alguém com uma forte voz agora, assim como na época em que ela trabalhou para a minha empresa três décadas atrás. Em nenhum momento ela expressou o menor desconforto com o nosso ambiente e comigo pessoalmente. Isos porque em nenhum momento, em nenhuma circunstância, eu me comportei inadequadamente com ela”.

“Linguagem vulgar e conversas privadas com meus amigos que possam tê-la perturbado estão bem longe de assédio. Sugerir que não é um verdadeiro desserviço àqueles que realmente sofreram assédio sexual e intimidação”, completou.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Barcinski
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
AFP
AFP
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Colunas - Flavio Ricco
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo