Informações sobre o álbums
  • editoria:Especial
  • galeria: Boas demais para serem verdade
  • link: http://cinema.uol.com.br/album/boas_demais_para_serem_verdade_album.htm
  • totalImagens: 10
  • fotoInicial: 1
  • imagePath: http://ci.i.uol.com.br/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130304154859
Fotos
Boas demais
"A Mulher Invisível", filme com Luana Piovani e Selton Mello que estreia nesta sexta (5), mostra a relação complicada entre um homem e uma mulher que simplesmente não existe. Virtuais, de borracha, fantasmas ou feitas em laboratório, as mulheres "impossíveis" já deram muito trabalho aos homens no cinema Divulgação/Reprodução/Montagem UOL Mais
Monique
No universo das mulheres "impossíveis" do cinema, as bonecas mereceriam uma retrospectiva própria, de tão frequentes nos filmes. Em "Monique - Sempre Feliz", Alex (Albert Dupontel) compra pela internet uma boneca de gel e silicone depois de uma noite de bebedeira. Em crise com sua esposa, seu envolvimento com "Monique" começa a ficar sério. Em uma cena, Alex se recusa a emprestar a boneca a um amigo: "Isso seria traição!", diz Reprodução Mais
A Garota Ideal
Outra relação mal resolvida entre um homem e sua boneca: em "A Garota Ideal", (Lars and the Real Girl, 2007) Lars (Ryan Gosling) é um jovem tímido e doce que vive numa pequena cidade com o irmão e a cunhada. Um dia ele leva para casa a boneca Bianca, que Lars trata como se fosse uma pessoa real. Aconselhados por uma psicóloga e num esforço para compreendê-lo, sua família decide acompanhar a fantasia do rapaz Divulgação Mais
Mulher Nota Mil
Depois do sucesso "A Dama de Vermelho", a modelo Kelly LeBrock voltou aos cinemas com a comédia adolescente "Mulher Nota Mil" (Weird Science, 1985). No filme ela é Lisa, um mulherão criado por dois adolescentes nerds e nada populares com as garotas (Anthony Michael Hall e Ilan Mitchell-Smith). Apesar de ser sexy, bonita e determinada, ela deixa seus criadores em situações complicadas. Virou série de TV entre 1994 e 1997 Reprodução Mais
Blade Runner
Em "Blade Runner - O Caçador de Andróides" (Blade Runner, 1982), Deckard (Harrison Ford) se apaixona por Rachael (Sean Young) mesmo sabendo que ela é um andróide. A questão do amor impossível entre os dois ficou ainda mais interessante depois que o diretor Ridley Scott revelou em entrevistas, anos depois do lançamento do filme, que Deckard também era um replicante Reprodução DVD Mais
Endiabrado
Em "Endiabrado" (Bedazzled, 2002), Elizabeth Hurley está tão linda e sexy que alguma coisa só podia estar errada. E estava: a moça é o diabo encarnado, que convence o fracassado Elliot (Brendan Fraser) a vender sua alma em troca de sete desejos. Ele aproveita para tentar conquistar sua paixão platônica, mas o diabo deturpa os pedidos. Elliot quer ser rico e poderoso, ela o faz um traficante de drogas; ele quer ser inteligente e espirituoso, ela o transforma em um escritor gay, e por aí vai Divulgação/Reprocução DVD Mais
Uma Cilada para Roger Rabbit
Inspirada em estrelas como Rita Hayworth, Lauren Bacall, Lana Turner e Veronica Lake, Jessica Rabbit não tinha mesmo como ser real. A famme fatale do sucesso "Uma Cilada Para Roger Rabbit" (Who Framed Roger Rabbit, 1988) rouba a cena em sua primeira aparição, quando canta "Why don't you do right" e deixa o detetive interpretado por Bob Hoskins de queixo caído. As falas de Jessica foram dubladas por Kathleen Turner, mas na cena musical quem a dublou foi Amy Irving Reprodução DVD Mais
S1m0ne
Outro que criou sua mulher ideal e se complicou foi Al Pacino, em "S1m0ne" (2002). O produtor de cinema Viktor Taransky (Pacino) cria uma atriz perfeita no computador depois que a estrela de seu próximo trabalho desiste do projeto. O sucesso da atriz virtual é tanto que ela chega a ser indicada ao Oscar e todos acreditam que ela existe de verdade. Os produtores cogitaram criar uma atriz em computador para o filme, mas, no fim, coube a Rachel Roberts encarnar a mulher perfeita, bonita e boa atriz Divulgação Mais
A Mulher Invisível
Em "A Mulher Invisível", Pedro (Selton Mello) é abandonado pela esposa e passa meses em depressão e isolamento. Um dia, conhece Amanda (Luana Piovani), carinhosa, sensível, inteligente, amante ardente que gosta de futebol e não é ciumenta. Mas a beldade existe apenas na cabeça de Pedro Divulgação Mais
E Se Fosse Verdade
Mulheres-fantasmas são outro problema para os homens. Em "E se Fosse Verdade" (Just Like Heaven, 2005) o deprimido David (Mark Ruffalo) aluga um apartamento em San Francisco. Logo ele conhece uma jovem bonita e controladora, Elizabeth (Reese Whiterspoon), que insiste que o apartamento é seu. Ele então percebe que Elizabeth é um fantasma e passa a tentar ajudá-la a passar para o "outro lado". Só que ela tem certeza de que está viva e não quer sair do mundo real Divulgação Mais

Boas demais para serem verdade

Veja mais: TRAILER DE "A MULHER INVISÍVEL"

Últimos álbuns de Cinema

UOL Cursos Online

Todos os cursos