Festival de Cannes

Em Cannes, júri faz apelo por mais mulheres no cinema

Em Cannes (França)

29/05/2017 09h31

As integrantes do júri da 70ª edição do Festival de Cannes lançaram neste domingo (28) um claro apelo a favor da maior presença feminina na indústria cinematográfica.

"Nós estamos perdendo muitas histórias", lamentou a diretora, roteirista e produtora alemã Maren Ade, que disse que a predominância masculina é tão visível que às vezes ela tem a sensação de que o cinema não é lugar para mulheres.

A atriz americana Jessica Chastain apoiou o movimento e defendeu que um maior número de filmes assinados por mulheres teria personagens femininos mais autênticos.

A competição oficial desta edição, segundo revelou, fez com que ela percebesse que a maneira com que as mulheres são retratadas na telona "é bastante perturbadora, salvo algumas exceções".

Regis Duvignau/Reuters
A diretora Sofia Coppola (dir.) com o elenco do filme "O Estranho que Nós Amamos"; ela se tornou a segunda mulher a receber o prêmio de direção no Festival de Cannes em 70 anos Imagem: Regis Duvignau/Reuters

"Espero que com mais cineastas haja mais mulheres como as que conheço, mais proativas, que não reagem apenas aos homens ao redor delas, mas que têm o seu próprio ponto de vista", apontou.

Já a atriz, diretora e cantora francesa Agnès Jaoui, também integrante do júri presidido este ano pelo diretor Pedro Almodóvar, fez nesta semana uma reivindicação bem-humorada no tapete vermelho, ao colocar parte do próprio cabelo em cima da boca, fingindo ser um bigode.

A representação feminina na premiação deste ano contou com Sofia Coppola, que venceu na categoria de melhor direção por "O Estranho que Nós Amamos", tornando-se apenas a segunda mulher a receber o prêmio da categoria em 70 anos.

"Fez um magnífico trabalho", resumiu a atriz chinesa Fan Bingbing, que fez parte das deliberações.

A escocesa Lynne Ramsay, diretora de "You Were Never Really Here", venceu na categoria de melhor roteiro, junto com o grego Yorgos Lanthimos. Já a alemã Diane Kruger foi considerada a melhor atriz por "In the Fade", e Nicole Kidman levou o Prêmio Especial do 70º Aniversário.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

AFP
do UOL
AFP
Reuters
Reuters
AFP
EFE
do UOL
do UOL
ANSA
do UOL
Reuters
Reuters
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
Reuters
AFP
do UOL
do UOL
AFP
AFP
AFP
do UOL
do UOL
AFP
AFP
AFP
do UOL
do UOL
AFP
AFP
do UOL
UOL Cinema - Imagens
EFE
Reuters
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
AFP
Reuters
Reuters
do UOL
AFP
AFP
do UOL
Topo