Sempre Bela

Manoel de Oliveira faz um tributo a Luís Buñuel, diretor e roteirista, e a Jean-Claude Carrière, roteirista, do filme ''A Bela da Tarde'' (Belle de Jour), de 1967. Ele destaca duas das mais estranhas personagens do filme original e as revive, 38 anos depois. O personagem masculino detém um segredo de crucial importância para o estado de espírito da personagem feminina. Eles se reencontram. Ela tenta evitá-lo. Ele a segue e atrai sua atenção para revelar o tal segredo. Ela quer saber o que ele havia contado para o seu marido, quando este estava mudo e paralítico. É uma situação tensa. Ele satisfaz seu sadismo nessa vingança particular contra a mulher. Inspirado em livro de Joseph Kessel.

Nome original:
Belle Toujours
Diretor:
Manoel de Oliveira
Elenco:
Michel Piccoli, Bulle Ogier, Ricardo Trepa
Duração:
70 minutos
Ano:
2006
Data da estreia:
Classificação:
7
País:
França
Cor:
Colorido

UOL Cursos Online

Todos os cursos