Filmes e séries

Flintstones e A Coisa? Os desenhos toscos da Marvel nos anos 60 e 70

Do UOL, em São Paulo

01/11/2017 04h00

Quem vê a grandiosidade do império Marvel hoje não imagina que a empresa já errou muito no caminho. De junções estranhas a personagens inventados para a televisão, o UOL selecionou as piores animações da Marvel nas décadas de 60 e 70.

  • The Marvel Super Heroes (1966)

    Há quem ame e quem odeie esse desenho "desanimado". Os fãs fervorosos da Marvel gostam da dublagem e principalmente das cores dos personagens, clara referência aos quadrinhos criados por Jack Kirby, Steve Ditko e Don Heck. Mas, convenhamos, as animações era muito limitadas, principalmente porque basicamente não existiam. Os criadores escaneavam os próprios quadrinhos da época e aplicavam uma movimentação básica para justificar o termo "animação".

  • Capitão América

    O herói mais norte-americano da história teve sua história contada em "Marvel Super Heroes", desde sua transformação de um franzino garoto para o poderoso herói da Marvel. O detalhe fica por conta do escudo, proporcionalmente muito grande.

  • Homem de Ferro

    Tony Stark é um cientista espacial e nas horas vagas acaba salvando o mundo. Em 13 episódios, Tony Stark passa de vítima de uma granada na guerra para um poderoso playboy em sua armadura tecnológica.

  • Hulk

    "Pobre Bruce Banner, por lindo cano entrou / exposto a raio gama no feio Hulk virou", diz a clássica letra abertura do desenho dos anos 1960.

  • Namor

    Mais desconhecido, Namor cresceu em Atlântida e domina os mares como ninguém. Ele é considerado "o primeiro mutante da Marvel"

  • Thor

    A imagem clássica dos quadrinhos do herói nórdico foi usada no desenho e a transformação do Thor acaba sendo muito diferente do que estamos acostumados com a nova franquia.

  • Quarteto Fantástico (1967)

    A Marvel errou muito com o Senhor Fantástico, Mulher Invisível, Tocha Humana e a Coisa. O desenho seguia a mesma premissa de "The Marvel Super Heroes", com a marcante falta de animação. Além disso, as situações retratas na série são de chorar de rir. Em uma batalha, por exemplo, a Mulher Invisível interrompe um ataque alienígena ao deixar os ETs invisíveis, fazendo com que os aliens não andassem por não verem os próprios pés. O problema fica ainda maior quando pensamos que a Mulher Invisível também não vê os próprios pés quando usa seu poder e nem por isso deixa de andar... apenas não faz sentido, roteiristas. Leia mais

  • Mulher-Aranha (1978)

    A Marvel fez o favor de adaptar a Mulher-Aranha para a TV, uma mistura de Homem-Aranha com Mulher-Maravilha. Jessica Drew é uma jornalista que faz uma transfusão de sangue e consegue poderes incríveis de aracnídeo. O sucesso que o Aranha verdadeiro conseguiu a partir da década de 60 fez a empresa tentar lucrar até não poder mais. Ela tem o "senso de aranha", respira debaixo d'água, tem um grito supersônico e consegue rodar muito rápido para trocar de roupa (acho que já vi isso em outro desenho da concorrente...).

  • Quarteto Fantástico (1978)

    Coitado, A Coisa voltou na lista! E mais feio. A segunda animação da franquia não tinha o Tocha Humana por problemas de direitos e no lugar do esquentado personagem entrou um robô (vamos lembrar que "Star Wars" estava bombando e que qualquer coisa mais tecnológica seria uma aposta). Além disso, as animações são trágicas e diversos erros de lógica interferem no desenho, como o Magneto ficar preso no trânsito para depois lembrar que -- olha só -- ele voa!

  • A Coisa (1979)

    OK, a Coisa nunca foi um primor de beleza, mas esse desenho aí é de doer. E, para piorar, os protagonistas dos Flintstones apareciam em alguns momentos sem noção do desenho. O personagem brutamontes, na verdade, era um moleque franzinho, ruivo e que queria parar de ser zoado pelos valentões do colégio. Então o que ele fazia? Juntava dois anéis mágicos, e booom! Virava Coisa. Pelo menos o roteiro é mais original do que tentar salvar o mundo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Cinema
Colunas - Flavio Ricco
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
Roberto Sadovski
Cinema
Colunas - Flavio Ricco
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Topo