PUBLICIDADE
Topo

Você tem 5 motivos para ver "Thor: Ragnarok" e todos começam com Chris

Natalia Engler

Do UOL, em São Paulo

24/10/2017 04h00

Mesmo se você não gosta de super-heróis ou megaproduções, tem ao menos cinco motivos para assistir a "Thor: Ragnarok", que estreia nesta quinta (26), e todos eles têm uma coisa em comum: começam com Chris.

Não, não estamos falando da miríade de atores loiros chamados Chris que povoam Hollywood (Evans, Pine, Pratt...), mas de apenas um: o filho das terras dos cangurus e coalas Chris Hemsworth, 34.

Mesmo para quem torce o nariz para as adaptações de quadrinhos, o australiano de 1,90m dá motivos suficientes para encarar as duas horas de filme.

(E, claro, se você estiver interessada no detalhe menor que é a história do filme, desta vez Thor vai parar em um planeta desconhecido, onde é obrigado se tornar gladiador, mas precisa voltar a Asgard para enfrentar uma nova ameaça, a Deusa da Morte Hela, vivida por Cate Blanchet).

  • Novo visual

    Se como eu você acha o visual de cabelos longos meio datado, coisa dos anos 1990 ou de metaleiros de meia idade, temos uma boa notícia: no novo filme, Thor é obrigado, meio a contragosto, a adotar um novo visual, de fios curtos, depois de ser capturado e transformado em gladiador. E preste atenção no barbeiro responsável pelo corte (e, claro, agradeça pela graça alcançada: não é todo dia que alguém consegue deixar um gato ainda mais gato).

  • Novo figurino

    Outra pessoa que temos que agradecer é a figurinista Mayes C. Rubeo, responsável por outra mudança no visual do Deus do Trovão. Logo na primeira parte de "Thor: Ragnarok", ele perde as mangas de seu traje em uma luta, e, para nossa sorte, passa o resto do filme sem trocar de roupa. Isso significa que os maiores bíceps do showbiz (ou dois dos maiores) ficam à mostra durante mais de uma hora. Mayes merece um Oscar.

  • Fan service

    No mundo das franquias, o pessoal chama de fan service quando um filme entrega algo que os fãs queriam muito ver, como uma cena igualzinha aos quadrinhos, ou uma história muito amada por quem acompanha a história. Mas aqui fan service ganha um novo significado: mantendo a tradição iniciada no primeiro "Thor", o diretor Taika Waititi nos entrega toda uma cena de Chris Hemsworth sem camisa, para podermos apreciar todo seu talento.

  • É muito talento

    Aliás, em "Ragnarok" Chris finalmente tem a chance de mostrar todo seu talento dramático --e não é piada, o moço é realmente bom ator, não só uma pilha de músculos perfeitos. Com um Thor menos sisudo, ele mostra que vai bem não só nas cenas de ação, mas também nos momentos dramáticos e nas cenas cômicas.

  • Beleza interior

    Mas se você acha que beleza não é tudo e ainda não está convencida dos dotes de Chris, ele vai te ganhar com seu senso de humor afiado. Depois de "Caça Fantasmas", ele prova novamente que tem timing para piadas, e forma com Hulk uma dupla de comédia que daria orgulho a Tina Fey e Amy Poehler.