Filmes e séries

As mulheres, o sexo e a psicanálise de Cronenberg dominam o Festival de Veneza

Divulgação
Cena de "A Dangerous Method", de David Cronenberg Imagem: Divulgação

02/09/2011 12h26

O confronto entre os pais da psicanálise, Carl Jung e Sigmund Freud, a partir da turbulenta relação sexual com a paciente e analista russa Sabina Spielrein, tema do filme "Um método perigoso", do canadense David Cronenberg, fez das mulheres a grandes protagonistas nesta sexta-feira do Festival de Veneza.

Com o charmoso Viggo Mortensen no papel de Freud, o filme de Cronenberg se inspira em fatos realmente ocorridos e, em particular, na atormentada relação entre o dr. Jung e a bela Sabina Spielrein, interpretada pela atriz Keira Knightley.

A histórica rivalidade entre os dois psiquiatras, por uma questão de método entre o mentor Freud e seu pupilo Jung, é descrita através de um complexo tecido de teorias analíticas e corpos, pensamentos e palavras submetido às convenções da época, o início do século XX.

"Aderir ao projeto de Cronenberg foi um compromisso notável do ponto de vista psicológico e emotivo. Foi uma viagem antes de tudo interior, diferente do filme que acabo de rodar com o brasileiro Walter Salles", declarou Mortensen, ao comparar sua recente experiência em "Pé na estrada" ("On the road"), baseado no livro de Jack Kerouak.

O filme, que compete em Veneza pelo Leão de Ouro, dividiu a crítica cinematográfica, pela maneira como aborda a ruptura entre os dois grandes intelectuais, devido em parte à controvertida relação sexual e afetiva que Jung estabelece com sua paciente, quebrando todo princípio ético.

Rodada entre a fronteira suíço-alemã e a Áustria, o filme tende a explorar mais a mentalidade masculina dos psicanalistas, pioneiros em seu campo, e que usavam a revolucionária "Terapia das palavras" para curar as enfermidades mentais.

"'Fico excitada quando me pagam, gosto das humilhações", confessa Sabina a seu jovem psiquiatra Jung (o ator Michael Fassbender, de "Jane Eyre"), que se converterá em seu amante e se prestará a seus jogos masoquistas, descritos como cenas eróticas pudicas.

Escrito pelo roteirista Oscar Christopher Hampton, vencedor em 1988 de um Oscar por sua adaptação de "Ligações perigosas", o filme se aprofunda pouco na poderosa figura de Sabina, historicamente pouco conhecida, que foi fuzilada na Rússia pelos nazistas e cujas instituições clínicas proporcionaram as bases para as teorias de Freud.

"Sabina deu uma contribuição importante à Teoria Psicanalítica, o que não se sabia até que descobriram suas cartas para Freud e Jung", comentou Cronenberg.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

AFP
AFP
AFP
DW
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
Cinema
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
AFP
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
AFP
do UOL
AFP
AFP
do UOL
UOL Cinema - Imagens
AFP
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
UOL Jogos
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Jogos
BBC
Cinema
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
AFP
Topo