Cinema

"É uma generosa recepção", diz irmão de Almodóvar sobre liderança nas indicações ao Goya

Mateo Sancho Cardiel

Madri

"A Pele que Habito", de Pedro Almodóvar, recebeu 16 indicações aos prêmios Goya, o principal do cinema espanhol, seguido de perto por "No habrá paz para los malvados", de Enrique Urbizu, com 14.

"Trata-se de uma generosa recepção ", afirmou nesta terça-feira o produtor Agustín, irmão de Almodóvar. Anteriormente, por divergências com o modo de votação dos Goya, não concordar com as indicações e a falta de prêmios para seus filmes, ambos os irmãos deixaram a Academia de Cinema em 2004.

No entanto, eles voltaram em 2011. "Pedro está em Nova York e nem com o 'jet lag' ele acordou. Mas, ele receberá essa notícia com uma grande alegria", explicou Agustín, na sede da Academia de Cinema em Madri.

Em relação à chuva de indicações de "A Pele Que Habito", o irmão do famoso diretor confessou admirar "ainda mais" Almodóvar após a realização do filme "mais arriscado de sua carreira". O filme também levou Almodóvar ao pódio dos cineastas estrangeiros em Hollywood, já que garantiu sua sétima indicação ao Globo de Ouro de melhor filme (de idioma não inglês).

No entanto, o último filme de Almodóvar não foi selecionado para representar a Espanha na premiação do Oscar. "A Pele Que Habito", que estreou nos Estados Unidos no Festival de Cinema de Nova York, é um thriller doentio e cheio de complexas narrativas e reflexões sobre a identidade, que se coloca no lado mais arriscado de sua filmografia, o mesmo caminho de "Fale com Ela"(2002).

ASSISTA AO TRAILER DO FILME

Almodóvar, que já venceu o Goya com "Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos", "Tudo Sobre Minha Mãe" e "Volver", concorre aos prêmios de melhor filme e diretor com "Não Haverá Paz Para os Malvados", de Enrique Urbizu; "A Voz Dormida", de Benito Zambrano, e "Blackthorn", de Mateo Gil. Frente à dramática claustrofobia de "A Pele Que Habito", Urbizu apresenta 14 indicações com seu filme.

Zambrano, com sua visão feminina do pós-guerra com "A Voz Dormida", obteve nove. Já o western crepuscular "Blackthorn", de Mateo Gil, foi finalista em 11 categorias. "Não Haverá Paz Para os Malvados" se destaca com a interpretação de José Coronado, o qual vive um conturbado policial heterodoxo.

Os quatro longas-metragens disputam a categoria principal, melhor filme, na 26ª edição do Goya, considerado o Oscar do cinema espanhol. A premiação está marcada para o dia 19 de fevereiro, no Palácio de Congressos de Madri. Os quatro cineastas também disputarão a categoria de melhor diretor.

Coronado disputará o prêmio de melhor ator com Antonio Banderas e seu vulnerável psicopata de "A Pele Que Habito". O ator hispano-alemão Daniel Brühl, de "Eva" - filme onipresente nos afastados técnicos até conseguir 12 indicações - e Luis Tosar, de "Enquanto Dormes", também estão no páreo.

Já na categoria de melhor atriz, além de Elena Anaya - que tomou o bastão de Penélope Cruz como musa de Almodóvar -, foram indicadas Verónica Echegui por "Katmandu", de Icíar Bollaín, e a mexicana Salma Hayek por "A Chispa da Vida", de Álex de la Iglesia. A festa de premiação da 26º edição dos prêmios Goya será realizada dia 19 de fevereiro, no Palácio Municipal de Congressos de Madri, onde Eva Hache substitui Andreu Buenafuente e assume a apresentação da cerimônia.

Entre os atores, os indicados são José Coronado, Antonio Banderas, Daniel Bruhl e Luis Tosar. Entre as mulheres estão na disputa Verónica Echegui, Salma Hayek, Elena Anaya e Inma Cuesta.

*Com informações da EFE.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

UOL Entretenimento
EFE
do UOL
EFE
do UOL
AFP
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
EFE
UOL TV e Famosos - Blogs - Nilson Xavier
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
UOL Cinema - Imagens
UOL Entretenimento
Roberto Sadovski
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Colunas - Ricardo Feltrin
UOL TV e Famosos - Blogs - Nilson Xavier
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
UOL TV e Famosos - Blogs - Nilson Xavier
UOL TV e Famosos - Blogs - Nilson Xavier
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
Cinema
AFP
do UOL
Roberto Sadovski
Colunas - Flavio Ricco
Blog do Barcinski
UOL Cinema - Imagens
UOL Entretenimento
Roberto Sadovski
EFE
AFP
do UOL
do UOL
Topo