Topo

Filmes e séries


Steven Spielberg é ovacionado na abertura do Festival de Cannes

De Cannes (França)

15/05/2013 20h40

O ator americano Leonardo DiCaprio declarou aberto o 66º Festival de Cannes na noite desta quarta-feira (15) diante do público presente no Palácio dos Festivais, que ovacionou o presidente do júri Steven Spielberg.

"Eu declaro aberto o 66º Festival de Cannes", disse o ator, que teve seu mais recente filme "O Grande Gatsby" exibido para a multidão após a cerimônia.

Momentos antes, DiCaprio subiu ao palco acompanhado pelo ator indiano Amitabh Bachchan, seu parceiro no filme de Baz Luhrmann, como uma nova homenagem ao 100º aniversário do cinema indiano.

A francesa Audrey Tautou, conhecida por seu papel como "Amèlie Poulain", brilhou como mestre de cerimônia, lembrando, com um piscar de olhos para Spielberg, que tinha cinco anos de idade no lançamento de "E.T.". Para ela, "o cinema nunca deixa você sair como chegou".

Em seguida, Steven Spielberg recebeu uma longa ovação. "Meu Deus, obrigado, muito obrigado", agradeceu antes de declarar ter "crescido com o festival".

"Esta é a sua 66ª edição e eu tenho 66 anos!", afirmou.

A pré-estreia começou no final da tarde, em meio a uma persistente chuva que não chegou a abalar a moral dos dançarinos que animavam o tapete vermelho, ao som de músicas dos anos 1920, para receber a equipe de "O Grande Gatsby".

Os fãs reunidos em frente aos degraus do Palácio foram ao delírio quando Leonardo DiCaprio saiu de seu carro e foi cumprimentar o público.

Muitas estrelas vieram antes, começando com os membros dos júri, entre eles a atriz Nicole Kidman e o diretor taiwanês Ang Lee.

Como de costume, os artistas foram recebidos no alto da escadaria pelo diretor do festival Thierry Fremaux e o presidente Gilles Jacob, que cumprimentaram nomes como Julianne Moore, Cindy Crawford, Ludivine Sagnier e Ines de la Fressange.

Depois da exibição de "O grande Gatsby", os primeiros filmes em competição serão apresentados na quinta-feira: "Jeune et Jolie", do francês François Ozon, e "Heli", do mexicano Amat Escalante.

Mais Filmes e séries