Topo

Filmes e séries


Morre o cineasta francês René Vautier, aos 86 anos

AFP
Cineasta francês René Vautier Imagem: AFP

04/01/2015 21h20

René Vautier, cineasta francês conhecido por seu envolvimento em causas políticas e diretor do filme "20 anos nos montes Aurès", sobre os horrores da guerra da Argélia, morreu neste domingo (4) aos 86 anos, Ele morreu num hospital da Bretanha (oeste da França), região onde morava, informou à AFP sua mulher, Soazig Chappedelaine Vautier, sem fornecer mais detalhes da causa.

O diretor viveu uma vida movimentada, entre fuga, prisão, greve de fome, ameaças e condenações, e se auto-proclamava "o cineasta francês mais censurado". Ele também filmou "África 50", curta-metragem dirigido por ele aos 20 anos, que tornou-se o primeiro filme anticolonialista do cinema francês e foi censurado por quarenta anos - além de render a Vautier a condenação a um ano de prisão.

Sua temática foi sempre bastante voltada para a guerra da Argélia, especialmente com "Uma nação a Argélia" (1954), pelo qual foi processado por "atentado à segurança interior do Estado", "Argélia em chamas" (1958), e "20 anos nos montes Aurès".

Carro-chefe de sua filmografia, "20 anos nos montes Aurès" lhe rendeu o prêmio da crítica internacional no Festival de Cannes de 1972.