Cinema

Filme mostra vida do papa Francisco nos anos sombrios de ditadura argentina

Reprodução
O ator Rodrigo de la Serna (de "Diários de Motocicleta") interpreta o papa Francisco imagem: Reprodução

Roma (Itália)

A vida do papa Francisco durante os anos sombrios da ditadura militar (1976-1983) na Argentina é narrada no filme "Chiamatemi Francesco" ("Me chame de Francisco", em tradução livre), do cineasta italiano Daniel Luchetti, que estreia na próxima quinta (3) na Itália.

O filme, de 98 minutos de duração, narra a história do argentino Jorge Mario Bergoglio - do início de sua vida sacerdotal até sua eleição ao Trono de Pedro, em março de 2013, quando ele aparece pela primeira vez no balcão de São Pedro vestido de branco e com uma simples cruz de ferro, dizendo "Boa noite".

A obra conta suas experiências como professor da escola superior, seu namoro, sua passagem ao sacerdócio, sua convicta defesa dos pobres e, sobretudo, suas decisões algumas muito difíceis.

Entre elas, o filme relata sua vivência como padre provincial dos jesuítas argentinos durante os trágicos anos da repressão militar, quando centenas de opositores eram presos, torturados e assassinados nos terríveis "voos da morte".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo