Cinema

Em Veneza, Presidente da Itália diz que "Black Swan" é "envolvente"

ROMA, 2 SET (ANSA) - O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, declarou que "Black Swan", o filme de abertura do 67º Festival Internacional de Cinema de Veneza, ao qual assistiu ontem à noite, "envolve muito".

O chefe de Estado viu a produção dirigida pelo norte-americano Darren Aronofsky e estrelada por Natalie Portman, Mila Kunis, Vincent Kassel e Winona Ryder ao participar da cerimônia de inauguração do evento, que será encerrado no próximo dia 11.

"Não sou crítico", contrapôs Napolitano. "Black Swan é um filme de maestria muito grande", acrescentou ele, que estava em Veneza acompanhado de sua esposa, Clio.

Ontem, o presidente italiano falou à imprensa dizendo estar "muito contente" com a quantidade de obras produzidas no país que participavam da mostra -- foi a primeira vez que ele compareceu à inauguração do festival.

"Vim, de forma particular, porque tenho prazer em responder o convite recebido do presidente [da Bienal de Veneza, entidade à qual está vinculado o festival, Paolo] Baratta, e tenho prazer em participar porque amo o cinema", explicou ele, na ocasião.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo