Cinema

Diretor italiano Carlo Lizzani morre aos 91 anos em Roma

O diretor italiano Carlo Lizzani morreu neste sábado (5), aos 91 anos, em Roma. Ele se jogou do terceiro andar de um edifício no centro da capital italiana. Quem avisou a polícia foram alguns vizinhos que viram o corpo no pátio do prédio onde o cineasta morava.  

Lizzani nasceu na capital italiana em 3 de abril de 1922. Além de diretor, atuou como crítico e documentarista, com grande paixão por política e história, tanto que sua autobiografia, lançada em 2007, se chama "A Minha Longa Viagem no Século Breve".  

  • Aos 91 anos, o diretor italiano Carlo Lizzani se suicidou neste sábado (5), ao se jogar do terceiro andar de um edifício no centro de Roma.

Entre seus filmes mais famosos estão "A Rebelde" (1951), "Os Amantes de Florença (1954)", "O Corcunda de Roma (1960)", "Os Bandidos de Milão (1968)", "Mussolini - Ascensão e Glória de um Ditador" (1974) e "Caro Gorbaciov" (1988).  

Cavaleiro da Grande Cruz da Ordem ao mérito da República Italiana, a mais alta ordem concedida pelo país, Lizzani também foi o diretor da Mostra de Cinema de Veneza entre 1979 e 1982.  Em 1998, ele publicou uma coletânea de textos chamada "Attraverso il Novecento", repleta de anedotas sobre o período do neorrealismo.  

Em dezembro de 1999, recebeu da Universidade de Turim o título de doutor "honoris causa" em ciências da comunicação. "Esse é um momento muito triste e, devo dizer, estou com pouca vontade de comentar", disse o diretor Ettore Scola sobre a morte de seu amigo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo