Cinema

Saída de Eddie Murphy faz cogitar Billy Crystal e até Os Muppets como apresentadores do Oscar

Getty Images
O comediante Billy Crystal recebe aplausos na cerimônia do Oscar (27/02/2011) imagem: Getty Images

DAVID GERMAIN

Os membros da Academia precisam decidir pelo novo apresentador do Oscar 2012 e as cogitações se dividem entre veteranos e novatos para subirem ao palco da 84a edição.

Um retorno de Billy Crystal ao palco do Oscar seria um verdadeiro final hollywoodiano depois do desastre desta semana que começou com a saída de Brett Ratner na terça-feira (8) como produtor do show depois de uma ofensa aos gays, seguido pela partida de seu amigo Eddie Murphy na quarta como apresentador.

Como um dos apresentadores mais populares do Oscar nos últimos anos, Billy poderia ser um verdadeiro herói se voltasse a apresentar o show, o que não faz desde 2004.

"Haveria aplausos em Hollywood para o retorno de Billy", disse Tom O'Neil, editor do site de prêmios GoldDerby. "Isso poderia ser o final feliz para esta história."

A substituição de Murphy é a conversa atual de Hollywood, com as pessoas especulando se outros antigos apresentadores, como Steve Martin ou Jon Stewart, podem retornar; ou se marinheiros de primeira viagem, como Tina Fey e Neil Patrick Harris, poderiam começar o trabalho.

Há ainda páginas no Twitter e no Facebook querendo "Caco, o Sapo" e seus amigos dos Muppets como anfitriões do Oscar.

Faltando ainda mais de três meses para o evento, os organizadores têm tempo de sobra para substituir Murphy, então é provável que não haja muita perda para o show em si.

Poucas horas depois de anunciar a saída de Eddie Murphy, os organizadores assinaram com Brian Grazer, o produtor vencedor do Oscar por "Uma Mente Brilhante", para preencher a vaga deixada por Ratner.

Grazer é uma escolha de classe em comparação com Ratner, que é mais conhecido por dirigir “A Hora do Rush" e atraiu o desprezo dos fãs de quadrinhos com "X-Men: O Confronto Final", considerado um final fraco para a trilogia.

Cabe agora a Brian Grazer e Don Mischer, que é coprodutor e diretor do Oscar pelo segundo ano seguido, encontrar um substituto para Murphy, que já tinha uma história instável com o Oscar em 2007, quando foi indicado como ator coadjuvante por "Dreamgirls". Ele mostrou um péssimo espírito sportivo naquela noite, indo embora do prêmio logo após perder para Alan Arkin por "Pequena Miss Sunshine".

Encontrar o talento certo para mestre de cerimônias na maior festa de Hollywood é indiscutivelmente a tarefa mais difícil para os organizadores do Oscar. Eles querem um que seja afiado sem ser ofensivo, e ainda irreverente enquanto adorável.

Sasha Stone, editor do site AwardsDaily, sugeriu aos organizadores a escolha de novatos como Oprah Winfrey e Stephen Colbert, ou mesmo uma dupla como Kristen Wiig e Melissa McCarthy. Mas, segundo ele, não importa quem seja escolhido, o anfitrião provavelmente irá atrair a ira de pelo menos alguns espectadores. "Não importa o que eles façam, as pessoas vão reclamar. É um show todo mundo gosta de assistir e todo mundo adora odiar."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo