Gestação

Cinemas para mães e bebês já chegam a 31 cidades no Brasil

Além de desafios "tradicionais" como as poucas horas de sono, mães de bebês pequenos costumam enfrentar dificuldades menos conhecidas, como a falta de vida social e cultural.

Motivadas pela vontade de sair de casa e pela saudade de assistir a um filme, um grupo de mães resolveu "invadir" um cinema de São Paulo com seus bebês no colo.

A experiência acabou dando certo: as crianças ficaram quietinhas e até dormiram durante o filme, deixando as mães e as outras pessoas verem o filme tranquilamente.

Da primeira "invasão" até hoje se passaram mais de cinco anos e o que era apenas ideia "maluca" acabou se transformando em um projeto bem sucedido, que se espalhou para as cinco regiões do país.

Com o patrocínio de marcas de produtos infantis, de shoppings e cinemas, o ONG Cinematerna faz atualmente 62 sessões por mês de filmes que estão em cartaz no momento.

Mães e pais votam pelo site em que filme vão assistir na próxima sessão, em cidades como São Paulo, Rio, Belém, Goiânia, Blumenau, Fortaleza e Ribeirão Preto (SP).

A iniciativa vem crescendo ano a ano: pulou, por exemplo, de 23 cidades em 2012 para 31 até o momento. Apenas no ano passado, foram quase 500 sessões frequentadas por 33 mil pais e filhos sendo 21 mil adultos e 12 mil bebês de até um ano e meio.

Embora haja projetos semelhantes em cidades como Nova York e Londres, uma das cofundadoras, Irene Nagashima, explica que o Cinematerna tem uma rede de apoio nas sessões, com voluntárias que ajudam as mães e pais, além de incentivar a troca de experiências sobre maternidade em bate-papos realizados após o filme.

"É uma fase maravilhosa, mas também cheia de desafios, angústias e insegurança. Por isso, nosso objetivo é fazer com que as mães retomem - ainda que aos poucos - sua vida social e com que, ao conversar com outras mulheres, percebam que todas enfrentam desafios semelhantes e, assim, se sintam normais", explica Irene.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Folha de S. Paulo
BBC
Folha de S. Paulo
BBC
do UOL
Maternar
It Mãe
Guia do Bebê
AFP
Guia do Bebê
BBC
do UOL
Folha de S. Paulo
Me Poupe
Maternar
Disney Babble
Topo