Cinema

Festival de cinema aproxima países de língua portuguesa

Lisboa - A primeira edição do festival de cinema itinerante da língua portuguesa, o FESTin, exibirá entre hoje e domingo em Lisboa 40 filmes com o objetivo de estreitar os laços entre os oito países cujo idioma oficial é o português.

Brasil, Portugal, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Timor Leste estão representados no evento, que conta com seções competitivas de longas-metragens, curtas-metragens e documentários.

"É um festival diferente, que dá a oportunidade àqueles que querem mostrar seu trabalho dentro do mundo lusófono", declarou à Agência Efe uma das organizadoras do FESTin, a brasileira Adriana Niemeyer.

A inclusão social é um dos eixos da presente edição, explicou Adriana. Segundo ela, a iniciativa serve para que os oito países de língua portuguesa - que somam cerca de 250 milhões de habitantes - "se conheçam melhor" e possam estreitar sua cooperação cultural no futuro.

Os "dramas pessoais" representados pelos problemas de imigração são tratados no festival, acrescentou a organizadora do evento, composto majoritariamente por filmes brasileiros, portugueses e moçambicanos.

O documentário brasileiro "Contratempo", que será exibido na sexta-feira e que representa a estreia da atriz Malu Mader como produtora, explora os efeitos da música clássica nos jovens que vivem nas favelas do Rio de Janeiro.

"O Jardim do Outro Homem", do moçambicano Sol de Carvalho, abre o FESTin com a história de uma jovem que vive nos subúrbios de Maputo (capital de Moçambique) e que sonha em cursar medicina.

Entre outros filmes, sobressaem a adaptação cinematográfica do romance "Terra Sonâmbula", do escritor moçambicano Mia Couto, e o Curta-metragem do português Tiago Hespanha "O presente que vinho de longe".

O FESTin, realizado no cine-teatro lisboeta de São Jorge, está incluído nos dias culturais que organiza a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo