Cinema

Joaquin Phoenix retorna com documentário polêmico e leva dúvida a Hollywood

AP
O ator Joaquin Phoenix participa de première em Nova York em imagem de 2007 imagem: AP

Los Angeles (EUA) - O ator Joaquin Phoenix surpreendeu a todos em outubro de 2008 ao anunciar que se retirava do cinema para se concentrar em sua carreira musical, mas tudo poderia fazer parte de um plano para levar adiante um polêmico documentário protagonizado pelo próprio ator.

Alguns meios de imprensa especializados puderam ver os primeiros trechos de "I'm Still Here: The Lost Year of Joaquin Phoenix" (cuja tradução literal é "Ainda estou aqui: o ano perdido de Joaquin Phoenix"), e todos concordaram em ressaltar o conteúdo escandaloso do filme.

Rodado pelo amigo e cunhado, Casey Affleck, no documentário Phoenix cheira cocaína, solicita os serviços de uma prostituta, mantém sexo oral com uma publicitária, trata seus assistentes de forma abusiva e canta rap muito mal, segundo relata o jornal "Los Angeles Times".

A dúvida é se Phoenix aparece nessas imagens interpretando um papel ou se o material corresponde a seu dia a dia atual. A publicação assegura que nem os possíveis compradores do filme tinham claro se o que acabavam de ver correspondia a um papel do ator de filmes como "Johnny & June" (2005) e "Gladiador" (2000), ou se realmente Phoenix decidiu desprezar sua carreira no cinema para buscar sucesso na música.

Segundo o jornal, no documentário aparecem "mais homens nus que em alguns filmes pornográficos gay" e há inclusive uma cena na qual um personagem defeca sobre o intérprete enquanto ele dorme.

A obra também inclui a famosa aparição de Phoenix no programa "The Late Show With David Letterman", onde ele está com uma barba grande, óculos escuras e atitude distraída enquanto se mostra incapaz de responder às perguntas do apresentador.

Em outras cenas se vê como Phoenix, de 35 anos, tenta convencer Sean "Diddy" Combs a produzir seu álbum de rap, ou como Ben Stiller, que parodeia a intervenção de Phoenix no show de Letterman durante os prêmios Oscar de 2009, tenta persuadir o ator a participar do filme "Greenberg".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo