Cinema

Ridley Scott produz filme com vídeos de usuários do YouTube

 Madri, 24 jul (EFE).- O cronômetro em um link no YouTube (www.youtube.com/user/lifeinaday) marca os segundos que faltam para o prazo final de gravação dos vídeos que farão parte do filme "A Vida em um Dia", um documentário experimental com produção de Ridley Scott e direção de Kevin MacDonald.

Os interessados em participar têm até hoje para produzir um vídeo, mas as filmagens podem ser incluídas no canal do "Life In a Day" até 31 de julho, segundo o site.

Qualquer pessoa pode criar um ou mais filmes com vídeos que documentem "um momento" da vida e postá-los no YouTube.

Para isso, os interessados têm as 24 horas de hoje para documentar trechos da vida "mundanos ou fascinantes, sérios ou alegres", e o canal está aberto para recebê-los, informou o YouTube.

Para enviá-los basta acessar o link, incluir o vídeo e depois responder às perguntas de MacDonald, como "O que você mais gosta?", "Do que você tem medo?", "O que te faz rir?", "O que tem nos seus bolsos?" e "Tem uma história por trás desses objetos?".

"A Vida em um Dia" é o primeiro filme na história do cinema a ser criado com vídeos de autores que podem ser profissionais ou amadores e que ao serem escolhidos "aparecerão nos créditos do documentário como co-diretores", informou o YouTube na nota de imprensa.

Além disso, 20 participantes cujos vídeos forem selecionados receberão como prêmio uma viagem a Park City, no estado americano de Utah, para assistir à estreia do filme no Festival de Cinema de Sundance de 2011.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo