Filmes e séries

Documentário de Lánder Camarero analisa três versões de uma mesma história

Lima - É possível conhecer as distintas culturas através de sua forma de contar uma história? Essa é a pergunta que o basco Lánder Camarero tenta responder com um documentário no qual analisa três versões de uma mesma história gravadas em Espanha, Índia e Peru.

Camarero propôs um desafio a três famosos diretores de cada um destes países: adaptar um mesmo capítulo de "O Pequeno Príncipe" nos três curtas-metragens que formarão seu documentário "What about Columbus?".

Três países e diferentes formas de contar uma mesma história: essa é a proposta do filme no qual Camarero analisará as diferenças e semelhanças entre os curtas-metragens.

O diretor peruano Fabrizio Aguilar foi o encarregado de dirigir a versão de seu país, que terminou de ser filmado nesta semana.

Ainda resta filmar na Espanha, cujas gravações ficarão a cargo de Aitor Arregi e José María Goenaga, autores do famoso documentário "Lucio - O Anarquista" (2007).

"Estamos entrando no jogo proposto por Lánder (Camarero) e esperamos que o resultado seja bom. São três histórias, três países e três formas de contar", resumiu Aguilar.

Por sua vez, Camarero destacou que o objetivo é "tratar de conhecer uma cultura pelas histórias que conta e também como essas histórias influem nessa própria cultura".

O projeto teve início em 2007, quando, diante da possibilidade de passar uma temporada na Índia, Camarero começou a refletir sobre as diferentes religiões do país asiático.

Essa ideia inicial acabou se transformando em um projeto gravado em três continentes e para o qual o diretor inclusive obteve o apoio da família de Saint-Exupéry, autor da história, que deu seu consentimento.

"Víamos em 'O Pequeno Príncipe' uma história universal, que reúne alguns valores que podem ser integrados em qualquer cultura", disse o diretor ao explicar a escolha dessa obra.

Além de ser o responsável por produção, direção e roteiro, Camarero interpreta um "roteirista frustrado" que percorre o mundo para tentar entender de onde surgem as histórias.

"Pode parecer arrogante que o diretor apareça no filme, mas me parecia importante. Além disso, sentia-me capaz porque o personagem" tem muitas semelhanças comigo, ressaltou.

Ele afirmou que sua presença nas telas também procura amortecer o seu "pretensioso" objetivo "de analisar as culturas".

Durante a longa filmagem, que durante boa parte consistiu para Camarero em uma viagem pelo interior de Índia e Peru, o diretor sofreu todo tipo de imprevistos: além de ter sido roubado, contraiu malária, precisando ser hospitalizado na Índia durante uma semana, motivo pelo qual emagreceu mais de 10 quilos.

"Acho que no final somos todos muito mais parecidos do que pensávamos, mas esperaremos que o público tire suas próprias conclusões", declarou Camarero.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
AFP
Reuters
do UOL
redetv
Reuters
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
Blog do Matias
do UOL
AFP
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Roberto Sadovski
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
EFE
Colunas - Flavio Ricco
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
Cinema
Blog do Nilson Xavier
do UOL
Reuters
EFE
AFP
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Da Redação
do UOL
do UOL
Topo