Cinema

Carro submarino de James Bond é arrematado por US$ 860 mil em leilão

Reprodução
O "carro submarino" usado por James Bond no filme "007 - O Espião que me Amava" imagem: Reprodução

Londres (Inglaterra)

O veículo submarino que o agente James Bond utilizou para escapar em uma cena do filme "007- O Espião que Me Amava" alcançou 550 mil libras (cerca de US$ 860 mil) em um leilão em Londres, informou nesta terça-feira (10) a RM Auctions.

Trata-se do veículo "Lotus Espirit", que foi vendido na segunda à noite após uma forte disputa entre uma mulher que estava na sala e um comprador anônimo que fez a oferta por telefone e arrematou a peça.

O carro, também chamado "Wet Nellie", foi desenhado para uma cena sob a água quando o agente 007, interpretado por Roger Moore, escapa de uma perseguição em um automóvel junto à espiã russa Ana Amasova, personagem vivida por Barbara Bach.

Após o carro cair no mar desde o píer, a cena do filme de 1977 mostra como o veículo se transforma em uma carro submarino, embora na realidade sejam dois diferentes.

O veículo leiloado só foi utilizado para a cena sob a água e não pode ser dirigir na estrada.

Depois do filme, foi apresentado em várias feiras de motor e foi conservado em Nova York.

O porta-voz da casa de leilões RM Auctions, Peter Haynes, expressou sua satisfação com a venda, apesar do carro ter sido arrematado abaixo do preço estimado, de entre 650 mil e 950 mil libras.

"Estamos muito contentes com o preço, é muito dinheiro para uma importante peça de um filme", acrescentou Haynes.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo