Cinema

Encontro em BH aponta a coprodução como saída para o cinema brasileiro

Reprodução
Imagem de "Mormaço", de Marina Meliande, eleito o melhor projeto de filme do Brasil CineMundi imagem: Reprodução

Em Belo Horizonte (MG)

Terminou nesta terça-feira o 4º Brasil Cinemundi - Encontro Nacional de Coprodução — evento que reuniu profissionais do cinema nacional e estrangeiro com o objetivo de conhecer projetos dindependentes e estabelecer parcerias para coproduções.

Representantes de 11 países estiveram na capital mineira no evento, que aconteceu paralelamente à 7ª CineBH - Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte. Na última reunião foi elaborada a Carta de BH 2013, documento oficial sobre as discussões.

"O evento cumpriu a proposta de ampliar a rede de contatos com profissionais brasileiros e do cinema internacional, por meio de encontros e debates. Como evento de mercado, foi destacado pelos convidados como o único que discute aprendizagem e troca de experiências no audiovisual. Posso afirmar que essa edição abriu uma nova janela para coproduções, para o cinema da ideia até a difusão", disse Raquel Hallak, diretora da Universo Produção e coordenadora geral do evento.

Na opinião do Sandro Fiorin, um dos colaboradores do Brasil CineMundi, "a coprodução no Brasil continua incerta e inconstante. O problema brasileiro em fazer coproduções é crônico e complexo. Ainda vai levar muito tempo para se notar algo significativo. Mas iniciativas como o Brasil CineMundi são importantes para que essa realidade mude com o tempo".

Dez projetos de longas brasileiros em fase de desenvolvimento foram selecionados para serem apresentados aos profissionais da indústria internacional. Ao final do encontro, um júri formado por realizadores e produtores escolheu o melhor projeto de filme, que foi premiado com materiais e serviços oferecidos pelos parceiros do Brasil CineMundi.

O vencedor foi o projeto do longa "Mormaço", do Rio de Janeiro, da diretora Marina Meliande, com produção de Leonardo Mecchi.

Além disso, quatro produtores nacionais foram escolhidos para eventos no exterior: o Torino FilmLab, na Itália; e o Ventana Sur, na Argentina. Vão para a Itália: Leonardo Mecchi, do projeto "Mormaço", e Thiago Macedo Correia, do projeto "Elon Rabin Não Acredita na Morte". Para a Argentina, viajam Tatiana Leite, do projeto "Benzinho" e Mannu Costa, do projeto "Paterno".

A 7ª CineBH termina na quinta-feira (17), com a exibição de "Tatuagem", de Hilton Lacerda, vencedor do prêmio de melhor filme do Festival de Gramado 2013.

Ao todo serão exibidos 69 filmes — 29 longas, cinco médias e 35 curtas — dos Estados Unidos à Polônia, passando por Costa Rica, México, Espanha, Argentina, Portugal, França, Holanda, Uruguai, Chile, Canadá, Bélgica, entre outros, em oito dias de programação oferecida gratuitamente ao público.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo