Filmes e séries

Estátua do filme "O Falcão Maltês" é vendida por US$ 3,5 milhões

AP
A estátua do filme "O Falcão Maltês" Imagem: AP

26/11/2013 00h08

A estátua do falcão que deu nome ao clássico do cinema "O Falcão Maltês" foi vendida nesta segunda-feira (25) em Nova York por US$ 3,5 milhões no leilão mais cinéfilo da casa Bonham, no qual também foi adquirido, por US$ 380 mil, o automóvel que levou Ingrid Bergman e Humphrey Bogart em "Casablanca".

Com 30 centímetros de altura e 20,5 quilos, o falcão talhado em chumbo e na cor preta, o único certificado pelo estúdio Warner Bros. como original do filme, se transformou na estrela de uma sessão intitulada "Do que os sonhos são feitos?", que fez a alegria dos colecionadores de artigos de cinema com mais de 300 objetos em seu catálogo.

Baseado no romance de Dashiell Hemmett, "O Falcão Maltês" representou em 1941 a estreia como diretor de John Houston e foi um dos títulos que catapultaram a carreira de Humphrey Bogart, no papel do detetive Sam Spade.

A presença icônica do ator americano se deixou notar não só no fato de que o roteiro final do mesmo filme tenha sido leiloado por US$ 22 mil, mas em que o segundo objeto com maior preço da noite tenha sido o carro de outro de seus clássicos, "Casablanca".

O Buick Phaeton fabricado em 1940 que levava Ingrid Bergman, Bogart, Claude Rains e Paul Henreid ao aeroporto de Casablanca, no qual se pronuncia a famosa frase "Sempre nos restará Paris", alcançou o preço de US$ 380 mil.

Outro ícone do cinema, Audrey Hepburn, conseguiu que um gorro de pele desenhado por Givenchy para o filme "Cinderela em Paris" fosse vendido por US$ 70 mil, US$ 5 mil a mais que o capacete de mergulhador usado no clássico "Vinte Mil Léguas Submarinas", a adaptação do clássico de Julio Verne realizada por Richard Fleischer em 1954.

O ícone sexual por excelência do cinema americano, Marilyn Monroe, também brilhou nesta noite e oito páginas de cartas manuscritas e dirigidas a sua tutora, Grace Goddard, alcançaram um preço de US$ 45 mil.

Considerado por muitos o melhor filme de todos os tempos, "Cidadão Kane", de Orson Welles, esteve presente neste leilão através da terceira versão de seu roteiro, que foi adquirida por US$ 28 mil.

Entre os objetos mais curiosos se encontrava um quadro que Geza Kende fez da atriz de cinema mudo Clara Bow e que, além disso, tinha pertencido ao Drácula mais famoso do cinema, Bela Lugosi. Seu preço de martelo foi de US$ 24 mil.

Uma negligée usada por Vivien Leigh em "E o Vento Levou...", vendida por US$ 45 mil, um relógio do protagonista masculino do mesmo filme, Clark Gable (US$ 23 mil), e a camisa psicodélica de Peter Fonda em "Easy Rider" (US$ 11 mil) foram alguns dos outros objetos destacados deste leilão. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

EFE
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo