Cinema

Documentário brasileiro vence festival gay em Lisboa

Divulgação
Cena do documentário "São Paulo em Hi-Fi', de Lufe Steffen imagem: Divulgação

Lisboa, 27 set (EFE).- O brasileiro "São Paulo em Hi-Fi" (2013), do cineasta Lufe Steffen, foi o vencedor da categoria documentário na 16ª edição do Queer Lisboa, festival de temática gay, que terminou neste sábado.

O filme foi escolhido pelo público pela forma de retratar as noites gays em São Paulo nas décadas 1960, 1970 e 1980, marcadas pela ditadura militar e pela explosão da Aids.

No entanto, o prêmio de melhor longa-metragem foi para o sueco "Something Must Break" (2014), de Ester Martin Bergsmark.

De acordo com os organizadores, o filme foi escolhido "pela sua desafiante originalidade e visão pungente. (...) Pela forma como questiona a natureza volátil do desejo e pelo modo como fluidamente mistura momentos de lirismo visual com realidade nua e crua". O vencedor recebe mil euros.

O Queer Lisboa, o único festival de cinema em Portugal dedicado à essa temática, exibiu 135 filmes durante oito dias.

Topo