Filmes e séries

Sean Penn critica pessoas que não entenderam piada sobre Iñárritu no Oscar

AP
Sean Penn apresentou o ganhador de Melhor Filme no Oscar de 2015 Imagem: AP

De Los Angeles, EUA

O ator Sean Penn, de 54 anos, afirmou neste sábado (7) que "estúpidos" interpretaram mal o comentário que fez na cerimônia do Oscar sobre o status migratório do diretor mexicano Alejandro González Iñárritu.

Penn se encarregou de anunciar o ganhador da estatueta de melhor filme na cerimônia do último dia 22 de fevereiro - um prêmio que foi para seu amigo Iñárritu por "Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)" - e, logo após abrir o envelope, o ator perguntou em voz alta e com sorriso irônico "quem tinha dado um green card para esse filho da p...".

Suas palavras, que foram qualificadas minutos depois pelo diretor mexicano como uma "piada", indignaram parte da audiência e membros da comunidade latina nos Estados Unidos.

"Queria que ele soubesse que tinha ganhado antes de todo o auditório e ele se deu conta, porque nossa relação vem de antes. Portanto pouco me importa o que as pessoas dizem", declarou Penn, que atendeu à imprensa hoje em Los Angeles para apresentar seu novo filme, "O Franco-Atirador".

Após a cerimônia do Oscar, o presidente da Coalizão Nacional de Meios Hispânicos (NHMC), Álex Nogales, disse à Efe que o sucedido foi uma "piada de mal gosto" e qualificou Penn de "linguarudo que não tem limites".

Para o protagonista de "Sobre Meninos e Lobos", os que se ofenderam "poderiam ser um pouquinho mais alegres" e evitar pensamentos que, segundo sua opinião, são "fundamentalistas".

O vencedor de duas estatuetas do Oscar e ativista fundador da organização humanitária para a recuperação do Haiti J/P Haitian Relief Organization sugeriu que por trás de sua piada há uma mensagem mais profunda que evidencia as deficiências de Hollywood.

"É realmente uma coisa muito estúpida quando você reconhece que tem um problema de diversidade e não se dá conta da ironia de que não se consegue grandes filmes como 'Birdman' se não se fomenta a diversidade nesta cultura", concluiu o ator.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Reuters
do UOL
Da Redação
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
Blog do Matias
do UOL
AFP
Colunas - Flavio Ricco
Colunas - Flavio Ricco
Roberto Sadovski
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
EFE
Colunas - Flavio Ricco
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
Cinema
Blog do Nilson Xavier
do UOL
Reuters
EFE
AFP
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Da Redação
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
Colunas - Flavio Ricco
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
Topo