Cinema

Ator de "O Poderoso Chefão III", italiano Remo Remotti morre aos 90 anos

Divulgação
Poeta, cantor e ator, Remo também atuou nos filmes "Comer, Rezar, Amar" e "Cartas para Julieta" imagem: Divulgação

O poeta, artista e ator italiano Remo Remotti, que trabalhou com o cineasta americano Francis Ford Coppola em "O Poderoso Chefão – Parte III", morreu nesta madrugada, aos 90 anos, no Hospital Gemelli, em Roma, informou a imprensa italiana. Em nota, o hospital afirmou que Remotti "sofria com uma grave doença no sangue que o levou à morte".

Nascido em 16 de novembro de 1924 na capital do país, foi uma artista multifacetado, já que ao longo da vida atuou em diversas áreas, chegando a gravar discos.
A infância e a juventude do artista foram vividas entre o fascismo e a Igreja Católica. Formou-se em Direito e trabalhou, em 1948, nos cemitérios norte-americanos da Segunda Guerra Mundial.

Fugindo em 1951 para a América do Sul, onde viveu por sete anos, ele trabalhou como taxista no Peru. Ao voltar para a Europa, trabalhou em uma fábrica na Alemanha, foi funcionário de uma empresa farmacêutica em Milão e, após os empregos, largou tudo pela arte.  

Deu seus primeiros passos no cinema nos anos 60 e como ator trabalhou, além de Coppola, com Ettore Scola em "O Terraço" (1980) e Nanni Moretti em "Bianca" (1984).

Entre seus trabalhos mais recentes estão "Cartas para Julieta", de Gary Winick, e "Comer, Rezar, Amar", de Ryan Murphy, ambos de 2010. 

* com informações da ANSA

Topo