Filmes e séries

Venda de seu espólio marca primeiro ano sem Lauren Bacall

Fernando Mexía

De Los Angeles (EUA)

12/08/2015 16h12

Um ano depois da morte da icônica atriz Lauren Bacall, seu legado artístico continua vivo, enquanto seus filhos se desfazem de suas coisas em leilões, e seu apartamento em Manhattan, onde a artista viveu mais de 30 anos, tem um novo proprietário.

Bacall morreu em 12 de agosto de 2014, com 89 anos, após sofrer um derrame cerebral um dia depois do suicídio do ator Robin Williams, cuja trágica morte ofuscou a despedida de uma mulher cujo nome é inevitavelmente associado ao de Humphrey Bogart.

Nascida em 16 de setembro de 1924 no Bronx, em Nova York, batizada de Betty Joan Perske, Lauren perseguiu o sonho de se dedicar à interpretação após um começo de carreira como jornalista, e em sua estreia no cinema, em 1944 em "Uma Aventura na Martinica " se transformou em uma estrela.

Aos 19 anos, o filme foi o primeiro de seus trabalhos em clássicos do cinema noir com Bogart ("À Beira do Abismo", 1946; "Prisioneiro do Passado", 1947; e "Paixões em Fúria", 1948), com quem se casou em um rancho em Ohio em maio de 1945.

O carismático intérprete, que tinha então 45 anos, morreria em 1957 de câncer. Bacall, com 32 anos e dois filhos pequenos (Stephen Humphrey Bogart e Leslie Bogart), continuou sua vida cada vez mais longe de Hollywood e mais perto do teatro, onde brilhou e ganhou dois prêmios Tony.

Bacall, considerada um dos grandes mitos femininos da história do cinema, se casou novamente, em 1961, com o ator Jason Robards Jr., de quem se divorciou em 1969. Desse casamento nasceu seu terceiro filho, Sam Prideaux Robards.

Sua primeira e única indicação ao Oscar foi em 1997, por seu papel em "O Espelho tem Duas Faces" (1996), uma estatueta que parecia que cairia em suas mãos para fazer justiça a um legado que merecia mais atenção da indústria do cinema, mas foi para Juliette Binoche, para surpresa de muitos.

O balde de água fria foi compensado com a estatueta honorária que a estrela recebeu em 2009.

Em um testamento escrito em setembro de 2013, a atriz deixou para seus três filhos uma herança multimilionária e um pedido para que mantivessem em privado algumas cartas, diários e objetos pessoais.

Após guardarem as lembranças mais prezadas de sua mãe, os herdeiros leiloaram o resto dos bens acumulados por Bacall durante décadas e guardados em seu apartamento nova-iorquino, que dividia com sua cachorrinha Sophie.

A leilão aconteceu nos dias 31 março e 1º de abril deste ano, organizado pela casa Bonhams, em Nova York, e foram arrecadados US$ 5 milhões pela venda de 740 objetos da atriz, entre eles joias, esculturas e obras de arte.

Os filhos, depositários da receita do leilão, também se desfizeram do amplo apartamento de Bacall no mítico edifício Dakota, em Manhattan, o mesmo onde viveu e morreu John Lennon e onde Roman Polanski rodou "O Bebê de Rosemary", em 1968. Foi ali que a atriz morreu.

No final de julho, o jornal "Daily News" informou que o imóvel, de 370 metros quadrados, comprado por Bacall em 1961 por US$ 48 mil encontrou um novo dono. O preço final foi US$ 23,5 milhões, pouco menos que os US$ 26 milhões pedidos pelos herdeiros ao colocarem o apartamento à venda, em novembro.

Em seu último pedido, Bacall pediu a seu filho Sam que cuidasse de Sophie, para quem destinou US$ 10 mil para seus cuidados; destinou US$ 250 mil para cada um de seus netos, para financiar seus estudos; e lembrou de suas duas empregadas, para quem deixou US$ 20 mil e US$ 15 mil.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
AFP
Cinema
do UOL
do UOL
Cinema
BBC
do UOL
EFE
Cinema
do UOL
do UOL
AFP
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo