Cinema

Último filme da saga "Jogos Vorazes" mantém liderança nos EUA

De Los Angeles

"Jogos Vorazes: A Esperança - O Final" se manteve no topo da bilheteria dos Estados Unidos pela segunda semana consecutiva, com US$ 51,6 milhões, quantia superior à obtida por estreias como "O Bom Dinossauro" e "Creed: Nascido para Lutar".

Segundo dados divulgados nesta segunda-feira pelo site Box Office Mojo, a quarta e última parte da saga protagonizada por Jennifer Lawrence acumula quase US$ 450 milhões no mundo todo, US$ 200 milhões apenas em salas dos EUA.

O filme narra o ataque decisivo, de todos os distritos unidos, contra o presidente Snow (Donald Sutherland), cada vez mais obcecado em destruir Katniss (Lawrence).

Por sua vez, Disney e Pixar alcançaram o segundo lugar com "O Bom Dinossauro", que arrecadou US$ 39,2 milhões.

O filme mostra a amizade entre o Apatossauro Arlo e Spot, um humano, em um mundo em que o asteroide que mudou para sempre a vida na Terra jamais atingiu o planeta e os dinossauros nunca foram extintos.

Já o terceiro posto ficou com para "Creed: Nascido para Lutar", com US$ 30,1 milhões.

O filme, dirigido por Ryan Coogler e protagonizado por Michael B. Jordan, coloca Sylvester Stallone novamente na pele do boxeador Rocky Balboa, que desta vez atua como treinador do filho do amigo e antigo rival, Apollo Creed.

A lista é completada por 007 "Contra Spectre", com US$ 12,8 milhões, e "Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme", com 9,7 milhões. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo