PUBLICIDADE
Topo

Filmes e séries


No set do primeiro filme depois de Harry Potter, Daniel Radcliffe diz que quer investir na direção

Daniel Radcliffe, que protagonizou a série de filmes "Harry Potter", no set de "The Woman in Black" - EFE
Daniel Radcliffe, que protagonizou a série de filmes "Harry Potter", no set de "The Woman in Black" Imagem: EFE

MARIA EUGENIA TOMAZINI

Colaboração para o UOL, de Londres

07/12/2010 13h34

Foram 10 anos, 7 filmes, milhões de ingressos vendidos das adaptações dos livros de J.K. Rowling e Daniel Radcliffe, também conhecido como Harry Potter, é o rosto inglês mais conhecido no mundo. Sem dúvida, a série de filmes "Harry Potter" é a cara dos anos 2000. Com o  fim da franquia, cujo último filme tem previsão de lançamento para o inverno de 2011, muito se comenta sobre o futuro dos atores envolvidos.

Emma Watson está se fixando como ícone fashion, recentemente estreou a campanha da marca inglesa de roupas Burberry. Radcliffe, por outro lado, trabalha para se distanciar da imagem do bruxinho e investe na carreira de artista sério.

Radcliffe já está terminando um novo filme. Em “The Woman in Black” (ainda sem tradução para o português, mas que será lançado no Brasil pela Paris Filmes), ele viverá um advogado que precisa viajar até uma cidade remota para investigar a morte de uma de suas clientes. O filme é baseado no livro de mesmo nome de Susan Hill e o roteiro foi adaptado para o cinema por Jane Goldman - que também escreveu o roteiro de “Kick Ass”. A direção ficará a cargo de James Watkins.

Num bate-papo de jornalistas de várias partes do mundo - do qual o UOL Cinema fez parte -  durante as filmagens de "The Woman in Black", Radcliffe revelou que a direção de cinema está nos seus planos. “Não é agora porque ainda tenho muito que aprender", disse ele. "Mas é algo que gostaria de fazer. Dentro da indústria do cinema, quero trabalhar em todas as áreas.”

Foi com o intuito de aprender que o ator escolheu uma produção de baixo orçamento para a iniciar a vida pós-Harry Potter. Segundo Radcliffe, no blockbuster de David Yates, todas as decisões já estavam tomadas e ele pouco participava de questões técnicas. “Aqui [no filme de Watkins] participo  de reuniões com o pessoal da iluminação até coisas mais práticas, como roteiro", disse ele. "É um aprendizado diário e estou gostando muito disso.”

Filmes e séries