Filmes e séries

Rapunzel estrela 50ª animação da Disney; veja galeria com as 10 "princesas" do estúdio

ANTONIO FARINACI

Colaboração para o UOL

06/01/2011 07h00

A maior parte dessas personagens nasceu princesa ou se tornou uma. Outra coisa que elas têm em comum em sua história são os finais felizes: o que, em se tratando de enredos românticos, significa quase sempre um "casamento".  

Desde o final dos anos 80, a Disney tem criado heroínas mais aventureiras, que fazem coisas que as três personagens clássicas dessa série, Branca de Neve, Cinderela e Aurora (a Bela Adormecida) jamais ousariam fazer: ou seja, elas se rebelam contra o que as oprime —o pai, a madrasta, uma fera ou a ordem social.

CLIPE CELEBRA 50ª ANIMAÇÃO DA DISNEY


A pequena sereia Ariel é desobediente e corajosa, Bela não se conforma com a vida provinciana de sua cidadezinha, Jasmin recusa os pretendentes trazidos pelo pai, Pocahontas desafia sua sociedade por amar um europeu, Mulan foge de casa para entrar no exército e Tiana trabalha sem parar para conseguir o que quer.

Com poucas exceções, no entanto, essas inovações no caráter das personagens é cosmética, pois elas continuam querendo mesmo é "arrumar um marido" — e vale lembrar que algumas dessas donzelas casadouras têm 16 anos.

Rapunzel (de "Enrolados") herda um pouco de cada predecessora. Como Mulan, ela sabe se defender. Como Bela, também quer conhecer o mundo. Como Jasmin, ela se apaixona por um fora da lei. Mas, como Ariel, ela tem de abrir mão de algo muito valioso para poder viver seu grande amor.

Como se vê, a vida das princesas pode ter escolhas difíceis. Até mesmo nos contos de fada.


Outras heroínas (e vilãs) marcantes de animações Disney:

Alice e a Rainha de Copas, de "Alice no País das Maravilhas" ("Alice in Wonderland", 1951)

Wendy e a fada Sininho, de "Peter Pan" ("Peter Pan", 1953)

Lady, de "A Dama e o Vagabundo" ("The Lady and the Tramp", 1955)

Cruela Cruel, de "Os 101 Dálmatas" ("One Hundred and One Dalmatians", 1961)

Duquesa, de "Aristogatas" ("Aristocats", 1970)

Marion, de "Robin Hood" ("Robin Hood", 1973)

Bianca e Penny, de "Bernardo e Bianca" ("The Rescuers", 1977)
 


Outros filmes com adaptações de contos de fadas:

"Faerie Tale Theatre"
Série de 26 contos de fadas adaptados para TV, criada pela atriz americana Shelley Duvall. Diretores e atores famosos participaram do projeto. Liza Minnelli está em "The Princess and the Pea" ("A Princesa e o Grão de Ervilha"), Mick Jagger participa de "The Nightingale" ("O Rouxinol"), Robin Williams atua em "The Tale of the Frog Prince" ("A Princesa e o Sapo"), Jeff Bridges está em "Rapunzel" e Joan Collins em "Hansel and Gretel" ("João e Maria"), entre outros grandes nomes. Num dos episódios mais estrelados, Roger Vadim dirige Susan Sarandon e Klaus Kinski como protagonistas de "The Beauty and the Beast" ("A Bela e a Fera"). A TV Cultura exibiu a série durante os anos 90, com o nome "Teatro dos Contos de Fadas". Vários episódios estão disponíveis, na íntegra, no YouTube. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
EFE
do UOL
EFE
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
ANSA
do UOL
Comportamento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
Reuters
BBC
do UOL
do UOL
EFE
Reuters
AFP
do UOL
EFE
Topo