Cinema

Brasileiro "Os Residentes" entusiasma plateia da Berlinale com engajamento político

Divulgação
Cena do filme "Os Residentes", do diretor mineiro Tiago Mata Machado imagem: Divulgação

ALESSANDRO GIANNINI

Enviado especial a Berlim

Segundo longa-metragem brasileiro da seleção oficial do Festival de Berlim 2011, "Os Residentes" foi exibido pela primeira vez nesta quarta (16) dentro da mostra Fórum, destinada aos filmes experimentais e que investigam formas de narração alternativas. O diretor mineiro Tiago Mata Machado e parte da equipe de produção estiveram presentes à sessão e responderam às perguntas dos espectadores após o término da projeção. Exibido na sala 8 do CineStar, dentro do moderníssimo Sony Center, o filme foi visto por uma plateia não muito numerosa, mas entusiasmada com o que viu e interessada em saber mais do cineasta.

Dividido em episódios que dialogam entre si, o filme acompanha um grupo de jovens artistas engajados que ocupa uma casa prestes a ser demolida e a transformam em uma espécie de zona autônoma. Eles declaram guerra a um mundo em que a poesia e a utopia foram jogadas no lixo e passam os dias planejando ações, performances e recitais. De acordo com Mata Machado, trata-se de uma crítica à indústria cultural. "Esses personagens foram inspirados por palavras de ordem, gestos e posturas praticadas praticadas na arte e na política dos anos 1960 e 70", disse ele. "A repetição de todos esses elementos é uma forma de resgatar uma parte da força desses movimentos."

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo