Topo

Filmes e séries


"Dois Tempos" ganha prêmio de longa nacional no Festival É Tudo Verdade; veja outros filmes vencedores

Reprodução
Cena de "Dois Tempos" (2010), longa-metragem de Dorrit Harazim e Arthur Fontes premiado como melhor longa-metragem no É Tudo Verdade (9/4/2011) Imagem: Reprodução

Da Redação

2011-04-09T21:42:06

09/04/2011 21h42

A organização do Festival de Documentários É Tudo Verdade anunciou na noite deste sábado (9), em evento para convidados, os longas e os curtas-metragens, nacionais e internacionais, vencedores da edição 2011.

Nas categorias nacionais, os vencedores foram "Dois Tempos" (2010), longa de Dorrit Harazim e Arthur Fontes, sobre a nova classe média brasileira; e o curta-metragem "A Poeira e o Vento" (2011), de Marcos Pimentel, sobre o cotidiano de um vilarejo de mineiro.

Em ambas as categorias também foram dadas menções honrosas aos filmes "Aterro do Flamengo" (2010), longa-metragem de Alessandra Bergamaschi, e "Meia Hora com Darcy" (2010), curta-metragem de Roberto Berliner.
 
Já entre os filmes internacionais, o prêmio foi para o longa canadense "Você Não Gosta da Verdade - 4 Dias em Guantánamo" (2010), de Luc Côté e Patricio Henriquez, que conta história de um prisioneiro de Guantánamo, Omar Khadr. O curta vencedor é o polonês "Fora do Alcance" (2010), de Poza Zasiegiem.

Os filmes estrangeiros que receberam menções honrosas foram o longa sérvio "Cinema Komunisto" (2010), de Mila Kurajlic, e o curta português "Viagem ao Cabo Verde" (2010), de José Miguel Ribeiro.

Neste ano, os valores da premiação dos filmes brasileiros sofreram um aumento de 10% em relação ao ano passado. Os valores subiram para R$110 mil na categoria dos longas e R$10 mil para a de curtas.
 
No domingo (10), último dia do evento, os longas premiados "Você Não Gosta da Verdade - 4 Dias em Guantánamo" e "Dois Tempos" serão exibidos no Cine Livraria Cultura, em São Paulo, às 19h e às 21h, respectivamente.

O filme sueco "Black Power Mixtape" também será reprisado no domingo, numa sessão extra, às 13h, no Cine Livraria Cultura. O filme, sobre o movimento de liberação negra nos Estados Unidos dos anos 60 e 70, abriu o festival em São Paulo.

Longas e médias brasileiros disputaram o prêmio É Tudo Verdade em 2011
Veja Álbum de fotos