Filmes e séries

Academia nega criação de categoria para dublês no Oscar

Getty Images
Estatueta gigante do Oscar enfeita o Kodak Theatre em dia de cerimônia, em Los Angeles, nos EUA (27/02/2011) Imagem: Getty Images

Da Redação

15/06/2011 21h07

Na última terça-feira (15), a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood recusou criar uma nova categoria para dublês no Oscar. 

"Vou tentar novamente no próximo ano e pretendo reunir mais apoio", disse o coordenador de dublês Jack Gill, em entrevista ao Hollywood Reporter.
 
Gill afirma que a proposta era de que os dublês tivessem a categoria, mesmo que a premiação não fosse televisionada durante a exibição do Oscar, mas não obteve sucesso. De acordo com coordenador, a Academia não informou quantos votos foram a favor ou contra.
 
Em 1966, o dublê Yakima Canutt recebeu pela primeira vez um Oscar, mas a premiação foi honorária "por suas realizações como dublê e para a criação de dispositivos de segurança para proteger dublês". 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Estadão Conteúdo
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
UOL Cinema - Imagens
redetv
redetv
do UOL
AFP
do UOL
do UOL
Reuters
Reuters
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
redetv
do UOL
EFE
do UOL
do UOL
do UOL
Cinebiografia a caminho
Reuters
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
Chico Barney
Roberto Sadovski
redetv
redetv
do UOL
EFE
EFE
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
EFE
EFE
Colunas - Flavio Ricco
Topo