Filmes e séries

Emma Watson diz que beijo em Ron foi 'estranho no começo e chato depois de quatro ou cinco tomadas'

Joel Ryan/ÃP
Rupert Grint e Emma Watson, atores de "Harry Potter", antes de entrevista coletiva sobre o último filme da saga, em Londres (6/7/2011) Imagem: Joel Ryan/ÃP

ILANA REHAVIA
Colaboração para o UOL
De Londres

06/07/2011 17h35Atualizada em 07/07/2011 20h27

O elenco de Harry Potter se reuniu mais uma vez, em Londres, para dizer adeus à série de filmes de maior sucesso da história cinematográfica. Na entrevista coletiva para a imprensa que antecede a pré-estreia do último filme da série, "Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2", Emma Watson disse que sentirá saudades de sua personagem Hermione Granger. “Ela é uma jovem tão admirável que crescer ao lado dela me fez ser uma pessoa melhor”, disse Watson, que viveu Hermione durante dez anos nas telonas.

A atriz falou da emoção que sentiu ao gravar suas últimas cenas. “O filme lida com perda e eu estava lidando exatamente com a mesma coisa, com meu próprio luto pelo fim da série. O filme de uma forma espelhou o que estava acontecendo comigo”, disse ela.

Sobre o esperado beijo entre Hermione e Ron, que finalmente acontece no último filme, Watson disse que foi “estranho no começo”, mas “chato depois de quatro ou cinco tomadas”.  O mesmo aconteceu, segundo ela, com o beijo entre Hermione e Harry, parte de um pesadelo de Ron em "Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 1". “Foi obviamente difícil colocar nossa história pessoal de lado porque nós crescemos juntos, mas acho que eles não se importarão se eu disser que se você faz uma, quatro ou cinco vezes, beijar fica bem chato”, riu ela.

Com 12 anos diria sim, mas com 21, digo não

Emma Watson sobre beijo em Tom Felton

Watson garantiu que os dois foram “completos cavalheiros” e se esquivou de uma saia justa ao ser indagada sobre se ainda gostaria de beijar o companheiro de elenco Tom Felton, que vive Draco Malfoy. A atriz confessou recentemente que Felton foi seu primeiro amor platônico de adolescente. “A bela namorada dele está sentada do outro lado da sala, então, digo não. Com 12 anos diria sim, mas com 21, digo não.”

Sombrio e épico

O último filme é também o mais sombrio e épico da série.

Os personagens sabem que estão próximos do embate final entre o bem e o mal, da batalha de vida ou morte entre  Harry e Voldemort.

Esse clima é traduzido de forma visual através das cores usadas pelo cinematógrafo português Eduardo Serra. Locais como o Salão Principal da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, antes acolhedores, são retratados em tons mais frios, mais obscuros.

TRAILER DE "HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE - PARTE 2"

Via satélite

Em Nova York, por causa de sua participação no espetáculo "How to Succeed in Business Without Really Trying", na Broadway, Daniel Radcliffe participou da coletiva através de um vídeo, no qual disse que sentirá saudades de viver um “herói de ação”. “Eu não tenho a estatura e a estrutura de um herói de ação, então viver Harry Potter foi um grande presente”, disse Radcliffe, que virá ao Reino Unido por apenas 36 horas para participar da pré-estreia.

Já Rupert Grint, que vive Ron Weasley, disse que ainda não se conformou com o fim da saga e está se sentido “muito triste e um pouco perdido”. O ator Robbie Coltrane, que interpreta Rúbeo Hagrid, brincou que os filmes deram a ele a oportunidade de viver um “cara decente” pela primeira vez em sua carreira.

Outro momento de humor aconteceu quando o ator Matthew Lewis interrompeu a coletiva para anunciar que precisava ir ao banheiro, parafraseando seu personagem Neville Longbottom. “Por que sou sempre eu?”, disse, arrancando gargalhadas dos companheiros de elenco e jornalistas.

Fãs de carteirinha

O diretor David Yates, que foi responsável também por outros três filmes da série, falou sobre a ausência de indicações para prêmios da indústria cinematográfica, como o Oscar ou o britânico Bafta. “Todos nós fizemos as pazes com isso de certa forma, há tantas outras coisas para curtir. Estar conectado aos fãs, uma verdadeira comunidade global, é mais compensação do que uma fila de troféus”, disse ele.

Watson fez coro. “Os fãs dos livros de Harry Potter são os críticos mais exigentes e eles amaram os filmes.” A pré-estreia de "Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2" será nesta quinta-feira (7), nas praças Trafalgar Square e Leicester Square, no centro de Londres.

Dezenas de fãs da série já estão acampados no local para acompanhar de perto a chegada dos atores e da criadora dos livros que deram origem à série, a escritora J.K. Rowling. A estreia mundial do filme está marcada para o dia 15 de julho em 2D, 3D e Imax.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
TV e Famosos
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
Roberto Sadovski
Cinema
Colunas - Flavio Ricco
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo