PUBLICIDADE
Topo

Festival Mix Brasil abre com a festa gay mais bombada de Tel Aviv

A dupla israelense Uriel Yekutiel e Eliad Cohen que faz performances na festa gay Arisa - Divulgação
A dupla israelense Uriel Yekutiel e Eliad Cohen que faz performances na festa gay Arisa Imagem: Divulgação

JAMES CIMINO

Editor-assistente de UOL Entretenimento

10/11/2011 19h04

Eles causaram na noite israelense indo na contramão do house, techno, electro, psy e todos os ritmos que fazem a cabeças das plateias gays. Tudo começou com o produtor Omer Tobi, que teve a ideia de tocar músicas típicas do Oriente Médio  em uma festa que acontece uma vez por mês em Tel Aviv e que reúne cerca de 2.000 pessoas, a Arisa. Em seguida, resolveu chamar Uriel Yekutiel e Eliad Cohen para fazer performances das músicas em questão em vídeos que viraram febre no Youtube. Bastou para que a festa gay se tornasse a mais popular do país, atraindo inclusive o público heterossexual.

Eles, e o DJ residente da Arisa Yotam Papo, estão no Brasil para a abertura da 19ª edição do Festival Mix Brasil e farão uma apresentação ao vivo no clube The Society nesta quinta-feira (10), onde mostrarão músicas como “Ma Asita Li”, cujo vídeo (veja abaixo), já teve mais de meio milhão de acessos, “a maioria no Brasil”, disse Yekutiel ao UOL.

"Ma Asita Li"

Os ritmos tocados por Papo lembram os sucessos de bandas do Norte e Nordeste brasileiros, com tecladinhos que lembram o Calypso, Aviões do Forró e similares. Segundo o grupo, esse tipo de música era apreciada apenas por heterossexuais, mas depois da Arisa, caíram no gosto dos gays israelenses.  

A dupla de performers e os organizadores da festa foram trazidos especialmente pelo consulado de Israel por hoje representarem parte importante da cultura daquele país. Para se ter uma ideia, os vídeos de Uriel e Eliad tornaram a Arisa disputadíssima entre os artistas que eles satirizam. Zehava Ben e Rinat Bar, duas cantoras muito conhecidas em Israel, já gravaram videoclipes com eles. E Uriel já fez participação em clipes de outras bandas hebraicas mais moderninhas, como “D.I.S.C.O.” da dupla The Young Professionals.

Yekutiel contou ainda sobre a cena gay em Tel Aviv, que, segundo ele, tem mais clubes gays que São Paulo. “Todo dia tem uma festa para ir”, disse. Sobre ser gay em Tel Aviv, o performer, que se apresenta com cílios postiços, maquiagem e um bigode à lá Freddie Mercury, falou que há muito mitos sobre Israel e que anda nas ruas usando salto alto e sunga sem que lhe perturbem. “Dizem que aqui no Brasil não é muito seguro fazer isso...”

O pessoal da Arisa, que produziu um vídeo especialmente para a vinda do Brasil, deve ir a outros clubes, como The Week, Gloria, além de participar de uma mostra de seus clipes no MIS (Museu da Imagem e do Som). Em seguida, partem para o Rio, onde ficarão até o fim do Festival. Além disso, Eliad irá gravar vídeos sobre destinos turísticos na cidade para seu site www.gay-ville.com, que oferece um serviço de couch-surfing (hospedagem) para gays

"Arisa no Brasil"

Programação

O 19º Festival Mix Brasil de Cinema da Diversidade Sexual será realizado entre os dias 10 e 20 de novembro, em São Paulo e segue para o Rio de Janeiro, do dia 24 de novembro ao dia 01 de dezembro. Com o tema “Diversidade para Todos”, o festival terá programação especial no Centro Cultural São Paulo, além das salas do Cinesesc Augusta, Cine Olido, Espaço Unibanco, MIS e sessão ao ar livre no Largo do Arouche.

A abertura para convidados será nesta quinta no Cinesesc Augusta com a exibição do longa-metragem francês “Tomboy”, de Céline Sciamma, às 21h. O filme faturou o Teddy Jury Awardno Berlin International Film Festival e melhor filme no Torino International Gay & Lesbian Film Festival,em 2011. O filme de abertura retrata a história de uma menina de 10 anos que muda com sua família para um novo bairro e se apresenta aos novos amigos como menino.

A programação completa do 19º Festival Mix Brasil de Cinema da Diversidade Sexual já está disponível  no site www.mixbrasil.org.br.