Filmes e séries

Centenário de naufrágio é oportunidade perfeita para relançar "Titanic" em 3D, diz James Cameron em vídeo

Reuters
Cena do filme "Titanic", de 1997, com Leonardo DiCaprio e Kate Winslet Imagem: Reuters

Da Redação

23/11/2011 02h16

Lá se vão 13 anos desde que "Titanic" entrou em cartaz no Brasil, em 16 de janeiro de 1998. E no dia 6 de abril de 2012, quando o épico voltará aos cinemas de todo o mundo na versão 3D, quase um século terá se passado desde que o transatlântico (supostamente imune a afundamentos) naufragou ao bater contra um iceberg - o navio zarpou da Inglaterra em 10 de abril de 1912. James Cameron, diretor do filme estrelado por Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, fala sobre o processo de conversão em um vídeo divulgado nesta terça (22). Confira abaixo o depoimento de Cameron em inglês:

"Faz anos que busco uma oportunidade de levar 'Titanic' de volta aos cinemas, por que é o seu lugar", diz Cameron na abertura do vídeo."Então, começamos a explorar a ideia de converter o filme para o 3D. A questão era: quando podemos fazer isso? E o centenário do verdadeiro naufrágio seria perfeito."

"O filme fala sobre relacionamentos e nossos sentimentos uns pelos outros", continua o premiado cineasta. "Então, os pais levaram os seus filhos e os jovens adultos levaram seus pais. Foi uma espécie de experiência transgeracional. As pessoas estavam escolhendo com quem iam ter essa experiência. E acho que pode funcionar da mesma forma no relançamento."

Cameron, responsável também pela tecnologia que revolucionou o 3D e o permitiu levar "Avatar" para as telas, disse que para fazer a conversão de "Titanic" como se deve foi necessário restaurar o filme. "Portanto, se o assistirmos em 2D [ele] parece ainda mais impressionante", completou. Ao custo de 18 milhões de dólares, o cineasta e sua equipe trabalharam com duas empresas de conversão durante mais de um ano para completar o processo.

"Titanic" (1997) foi indicado ao Oscar em 14 categorias e levou 11 prêmios, entre os quais melhor filme. O filme faturou 1,84 bilhão de dólares, superando o então recordista "Parque dos Dinossauros" (1993, 920 milhões de dólares) como maior faturamento global, e se tornou a primeira realização a quebrar a marca de um bilhão de dólares em bilheteria. Nos EUA, será lançado em 3D, IMAX e na versão convencional.

Veja o trailer de "Titanic 3D"

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Cinema
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
Topo