Cinema

Filme de Angelina Jolie ganha prêmio por abordar questões sociais de forma acessível

AP
Angelina Jolie e Brad Pitt na pré-estreia do primeiro filme dirigido pela atriz, "In The Land of Blood and Honey", em Nova York (5/11/11) imagem: AP

Da Redação

O filme que marca a estreia de Angelina Jolie como diretora, "In The Land of Blood and Honey", receberá no dia 21 de janeiro o prêmio Stanley Kramer, concedido pela The Producers Guild of America (PGA), uma associação de produtores norte-americanos.

Instituído em 2002, o prêmio visa reconhecer as "obras que abordam questões sociais de forma acessível e com qualidade elevada". Filmes como "Uma Verdade Incoveniente" e "Hotel Ruanda" já receberam os mesmo prêmio em edições anteriores. Sean Penn foi o primeiro indivíduo a receber o prêmio por seu trabalho de ajuda no Haiti.


"'In the Land of Blood and Honey' é um filme extraordinário que retrata uma história de amor complexa contra os terrores da guerra da Bósnia, especialmente em relação às mulheres", disseram os predientes da PGA Haek |Koch e Mark Gordon.

 

Trailer de "In the Land of Blood and Honey"

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo