Filmes e séries

Filmes "conservadores" ganham mais dinheiro do que "liberais", segundo pesquisa de site americano

Divulgação
"Se Beber, Não Case 2" é uma das exceções apontadas no estudo Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

08/02/2012 10h34

De acordo com um estudo conduzido pelo site Movieguide, filmes conservadores – que promovem valores tradicionais como o cristianismo, o patriotismo e a família – costumam fazer mais dinheiro do que seus concorrentes liberais. A informação foi divulgada pela revista “The Hollywood Reporter”

A pesquisa feita pelo site, que se define como “o guia da família cristã para filmes e entretenimento”, foi baseada em mais de 25 critérios, tais como presença de violência, sexo, revisionismo histórico, ambientalismo, feminismo, homossexualidade e outros temas polêmicos. Nem o título escapa: também é avaliado se ele promove o capitalismo ou o socialismo e se ele denigre os princípios bíblicos.

Dentro dessa classificação, 91 filmes foram enquadrados como “conservadores” e 105, como liberais.  Apesar da desvantagem numérica, o primeiro grupo arrecadou uma média de US$ 59 milhões por filmes nas bilheterias. No segundo, o valor cai drasticamente, para US$ 11 milhões por longa.

Entre os maiores sucessos de bilheteria, as exceções mais notáveis ao modelo conservador foram “Se Beber, Não Case 2”, com US$ 581 milhões, e “Amanhecer - Parte 1”, com US$ 702 milhões. O site afirmou que ambos trazem “comportamento obsceno” e “visões radicais do mundo”.

Para o editor do site, Ted Baehr, “a maior parte do público quer ver o bem triunfar sobre o mal”, o que explicaria o sucesso de filmes como “Batalha de Los Angeles”, “A Invenção de Hugo Cabret”e “Tão Forte e Tão Perto”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
AFP
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
ANSA
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
Reuters
do UOL
AFP
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
do UOL
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
UOL Cinema - Imagens
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
AFP
Roberto Sadovski
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
do UOL
UOL Cinema - Imagens
Reuters
do UOL
do UOL
do UOL
Topo