Filmes e séries

Bilheteria do favorito ao Oscar 2012 está entre as piores dos vencedores dos últimos 30 anos

Divulgação
Jean Dujardin e Bérénice Bejo em cena de "O Artista", de Michel Hazanavicius Imagem: Divulgação

Sandro Macedo

Do UOL, em São Paulo

24/02/2012 16h33

Mais do que uma estatueta dourada na prateleira, um Oscar representa dinheiro, muito dinheiro. Uma indicação para melhor filme não só é sinônimo de propaganda gratuita, como pode fazer o longa dobrar seu faturamento. Por isso, produções de temáticas mais adultas veem no período de prêmios sua principal chance de faturar.

BILHETERIAS DOS INDICADOS AO OSCAR DE MELHOR FILME EM 2012

  • US$ 169,6

    Histórias
    Cruzadas

     

  • 78,8

    Cavalo de Guerra

     

  • 76

    Os Descendentes

     

  • 75,6

    O Homem que
    Mudou o Jogo

     

  • 67,6

    A Invenção de
    Hugo Cabret

     

  • 56,5

    Meia-Noite em Paris

     

  • 30,8

    Tão Forte e Tão Perto

     

  • 28,5

    O Artista

     

  • 13,3

    A Árvore da Vida

     

Em milhões de dólares. Fonte: Nielsen EDI, Inc.


    Com dez indicações (uma a menos que “A Invenção de Hugo Cabret”, de Martin Scorsese), “O Artista” já venceu os principais prêmios e é o favorito ao Oscar de melhor filme. Mas comparado a vencedores do passado, a produção francesa, que fala de um ator lançado ao ostracismo após deixar de ser viável economicamente, tem bilheteria decepcionante: US$ 28 milhões. Para se ter uma ideia, no ano passado, a produção vencedora e igualmente modesta “O Discurso do Rei” arrecadou US$ 135,4 milhões nos Estados Unidos.

    Entre os filmes laureados na categoria principal neste século, “O Artista” só superaria a bilheteria de “Guerra ao Terror” (vencedor do Oscar 2010), que rendeu US$ 17 milhões. A diferença é que naquele ano o filme disputava a estatueta com “Avatar”, maior bilheteria da história, com US$ 749 milhões. O segundo pior desempenho entre os vencedores de 2001 para cá foi de “Crash - No Limite” (vencedor do Oscar 2006), com US$ 54,5 milhões, valor que não deve ser alcançado pelo filme de Michel Hazanavicius.

    Nenhum outro filme nos últimos 30 anos faturou tão pouco. Desde 1982, só “O Último Imperador” não atingiu ao menos os US$ 50 milhões. No entanto, seus US$ 43,9 milhões arrecadados entre o fim de 1987 e o começo de 1988 representariam mais de US$ 80 milhões em valores de hoje, com a inflação corrigida.  
     
    Entre os nove concorrentes a melhor filme deste ano, só um superou a barreira dos US$ 100 milhões: “Histórias Cruzadas”, com US$ 169,6 milhões. Nas duas temporadas passadas, quando o número de indicados passou de cinco para dez, cinco produções ultrapassaram a marca.

    Ainda assim, o poder comercial de uma indicação nas categorias principais não deve ser subestimado. Ela pode garantir no mínimo a exibição em outros países, aumentando suas possibilidades de lucro. Foi o que aconteceu com “O Homem que Mudou o Jogo”, que mesmo com Brad Pitt no elenco, só teve sua exibição confirmada no Brasil após a indicação para melhor filme.

    Antes da temporada de prêmios, “O Artista” estava restrito a um circuito de cerca de 200 salas, pouco para os padrões americanos. Na semana seguinte às indicações, o filme era exibido em 1.005 salas. Da semana das nomeações para cá, seu faturamento já cresceu mais de 100%. O prêmio pode até representar um punhado de dólares a mais para o longa de Hazanavicius, mas muito pouco comparado a vencedores do passado.

     RENDA DOS VENCEDORES DO OSCAR DE MELHOR FILME (1982-2011)* 
    2011O Discurso do ReiUS$ 135,4 mi
    2010Guerra ao TerrorUS$ 17 mi
    2009Quem Quer Ser um Milionário?US$ 141,3 mi
    2008Onde os Fracos Não Têm VezUS$ 74,2 mi
    2007Os InfiltradosUS$ 132,3 mi
    2006Crash - No LimiteUS$ 54,5 mi
    2005Menina de OuroUS$ 100,4 mi
    2004O Senhor dos Anéis - O Retorno do ReiUS$ 377 mi
    2003ChicagoUS$ 170,6 mi
    2002Uma Mente BrilhanteUS$ 170,7 mi
    2001GladiadorUS$ 187,7 mi
    2000Beleza AmericanaUS$ 130 mi
    1999Shakespeare ApaixonadoUS$ 100,3 mi
    1998TitanicUS$ 600,7 mi
    1997O Paciente InglêsUS$ 78,6 mi
    1996Coração ValenteUS$ 75,6 mi
    1995Forrest GumpUS$ 329,6 mi
    1994A Lista de SchindlerUS$ 96 mi
    1993Os ImperdoáveisUS$ 101,1 mi
    1992O Silêncio dos InocentesUS$ 130,7 mi
    1991Dança com LobosUS$ 184,2 mi
    1990Conduzindo Miss DaisyUS$ 106,5 mi
    1989Rain ManUS$ 172,8 mi
    1988O Último ImperadorUS$ 43,9 mi
    1987PlatoonUS$ 138,5 mi
    1986Entre Dois AmoresUS$ 87 mi
    1985AmadeusUS$ 51,5 mi
    1984Laços de TernuraUS$ 108,4 mi
    1983GandhiUS$ 52,7 mi
    1982Carruagens de FogoUS$ 58,9 mi
    • *Valores desconsiderando a inflação do período

    ID: {{comments.info.id}}
    URL: {{comments.info.url}}

    Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

    Por favor, tente novamente mais tarde.

    {{comments.title}}

    {{comments.total}} Comentário

    {{comments.total}} Comentários

    Seja o primeiro a comentar

    {{subtitle}}

    Essa discussão está encerrada

    Não é possivel enviar novos comentários.

    {{ user.alternativeText }}
    Avaliar:
     

    * Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

    Escolha do editor

    {{ user.alternativeText }}
    Escolha do editor

    do UOL
    EFE
    do UOL
    do UOL
    do UOL
    Cinebiografia a caminho
    Reuters
    UOL Entretenimento
    do UOL
    do UOL
    UOL Entretenimento
    do UOL
    do UOL
    do UOL
    Chico Barney
    Roberto Sadovski
    redetv
    redetv
    do UOL
    EFE
    EFE
    do UOL
    do UOL
    Cinema
    do UOL
    do UOL
    do UOL
    Reuters
    do UOL
    do UOL
    EFE
    EFE
    Colunas - Flavio Ricco
    Roberto Sadovski
    redetv
    UOL Cinema - Imagens
    do UOL
    do UOL
    do UOL
    do UOL
    EFE
    do UOL
    do UOL
    do UOL
    UOL Jogos
    Reuters
    do UOL
    EFE
    do UOL
    do UOL
    AFP
    Topo