Filmes e séries

Sacha Baron Cohen ironiza Academia por proibição no Oscar

Do UOL, em São Paulo

24/02/2012 11h24

Sacha Baron Cohen ironizou o fato de ter sido impedido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de aparecer caracterizado como o personagem de seu novo filme, “O Ditador”, na cerimônia do Oscar, que acontece domingo (26).

Incorporando seu personagem, o ditador da fictícia Wadyia, Cohen publicou nesta sexta-feira (24) um vídeo em que alfineta a proibição. “Estou ultrajado de ser banido. É um atentado a minha liberdade de expressão. Vocês irão enfrentar consequências inimagináveis”.

O ator foi ainda mais longe e brincou com nome de filmes: “Onde estão as indicações para clássicos como ‘Quando Harry Sequestrou Sally’ e ‘Você Tem Um Correio Bomba’?” Nem Hillary Swank escapou da brincadeira: “Paguei dois milhões para Hillary Swank ir como minha acompanhante e ela não irá fazer o reembolso”.

Confira o vídeo abaixo (em inglês)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
EFE
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
EFE
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
AFP
Cinema
do UOL
do UOL
Cinema
BBC
do UOL
EFE
Cinema
do UOL
do UOL
AFP
UOL Cinema - Imagens
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
UOL Entretenimento
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo