Cinema

3D enriquece "Titanic", mas navio ainda afunda; veja como o tempo passou para os atores

Mariane Zendron

Do UOL, em São Paulo

Para colocar Leonardo DiCaprio e Kate Winslet em formato 3D na proa do Titanic, foram necessários US$ 18 milhões, 300 artistas digitais e 60 semanas. Mas o navio "ainda afunda", alertou o diretor James Cameron em outubro do ano passado, em Nova York, quando as primeiras cenas do renovado "Titanic" foram apresentadas à imprensa.

Nas telonas brasileiras a partir do dia 13 de abril, "Titanic 3D" será exibido com a intenção de parecer gravado originalmente em 3D. Isso 15 anos após as filmagens, em 1997. No entanto, como Cameron mesmo disse, o navio afunda, Jack (Di Caprio) e Rose (Kate) ainda se apaixonam e a música-tema continua "My Heart Will Go On", de Celine Dion.

 

Para os fãs do longa, que arrecadou US$ 1,8 bilhão nas bilheterias do mundo todo, "Titanic 3D" é uma boa oportunidade para rever a história de amor, só que com detalhes mais vivos.

A nova versão é boa também para aqueles que ainda não conferiram o longa nas telonas, pois, aliado à história, os efeitos visuais proporcionam um atrativo maior do que se assistido em DVD. Mas, para os que já viram o filme e não se emocionaram da primeira, o "Titanic" não será salvo pela terceira dimensão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo